April 9, 2019 / 5:19 PM / 6 months ago

Sindicatos anunciam ação coletiva contra Vale, que diz estar aberta ao diálogo

SÃO PAULO (Reuters) - Os sindicatos que representam trabalhadores vítimas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG), em janeiro, disseram que vão impetrar nesta terça-feira uma ação trabalhista coletiva contra a mineradora, pedindo reparações para as famílias dos mortos, bem como para os sobreviventes da tragédia.

O colapso da barragem da mina do Córrego do Feijão deixou quase 300 mortos e desaparecidos, além de provocar grandes estragos ambientais.

Entre os sindicatos que anunciaram a ação estão o dos Trabalhadores nas Indústrias da Extração de Ferro e Metais Básicos de Brumadinho e Região (Metabase Brumadinho), o dos Trabalhadores da Construção Pesada de Minas Gerais (Siticop-MG) e o dos Empregados das Empresas de Refeições Coletivas de Minas Gerais (Seerc-MG).

A Federação dos Trabalhadores das Indústrias da Construção e do Mobiliário do Estado de Minas Gerais (FETICOM) também entrará na ação coletiva.

Procurada para comentar o assunto, a Vale informou que não foi notificada sobre ação trabalhista coletiva.

“A empresa esclarece que sempre esteve aberta ao diálogo com os sindicatos e que já participou de diversas reuniões com seus representantes. A Vale segue prestando assistência aos familiares dos empregados falecidos ou desaparecidos”, afirmou a companhia.

Por José Roberto Gomes

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below