April 12, 2019 / 10:09 PM / 13 days ago

Porta-voz diz que ministros da Infraestrutura e Minas e Energia participarão de reunião sobre diesel na 3ª

Caminhão em posto de combustível em Porto Alegre 29/05/2018 REUTERS/Diego Vara

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro chamou uma reunião na próxima terça-feira com os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco e técnicos da área para discutir a política de reajustes da Petrobras, disse nesta sexta-feira o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros.

Segundo o porta-voz, Bolsonaro considera que “por princípio” a Petrobras não pode deve sofrer interferência política em sua gestão.

“No entanto em face do impacto do ajuste anunciado, ele recomendou aguardar a implantação e convidou ministros da área e equipe técnica da Petrobras para comparecer na terça no Planalto para discutir aspectos técnicos da decisão”, afirmou.

Rêgo Barros disse ainda que não está definido se o reajuste será autorizado na reunião de terça-feira e, se houver necessidade de novos esclarecimentos, essa decisão pode ser adiada.

Demonstrando irritação, o porta-voz repetiu várias vezes a frase “o presidente entende que a Petrobras é uma empresa de capital aberto sujeita às regras de mercado não deve sofrer interferência política em sua gestão”.

Questionado sobre a decisão do presidente de discutir a política de reajustes da estatal, Rêgo Barros afirmou que antigamente não se discutia, mas “se impunha”.

“É diferente. O presidente Jair Bolsonaro não impõe, ele discute, ele busca as informações”, afirmou, ressaltando mais uma vez não se tratar de uma interferência. “Caracteriza a necessidade do dirigente do Poder Executivo de identificar quais são os aspectos que levam tecnicamente estas decisões que são tão importantes para a sociedade.”

Ao chegar de Macapá, onde havia defendido sua decisão, o presidente convocou uma reunião com os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Fernando Azevedo (Defesa), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional), Floriano Peixoto (Secretaria-Geral) e Carlos Alberto Santos Cruz (Secretaria de Governo).

Ficou acertado que, na segunda, a Casa Civil irá coordenar uma reunião interministerial sobre a política de combustíveis, preparatória para a reunião na terça com Bolsonaro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below