May 10, 2019 / 2:24 PM / 2 months ago

Williams, do Fed, diz que economia dos EUA permanece forte e que não há sinais de pressões inflacionárias

Presidente do Federal Reserve de Nova York, John C. Williams, durante evento em Nova York 06/03/2019 REUTERS/Lucas Jackson

NOVA YORK (Reuters) - A economia dos Estados Unidos está forte apesar dos riscos globais, e dados mostrando uma pressão moderada da inflação não são sinais de que o Federal Reserve não está atingindo seus objetivos, disse uma autoridade do Fed nesta sexta-feira.

“A força dos dados recentes sobre a atividade econômica, a recuperação do crescimento na China e a reversão no aperto dos mercados financeiros implicam que os riscos de curto prazo para o crescimento retrocederam um pouco”, disse o presidente do Federal Reserve de Nova York, John Williams, em observações preparadas para evento de banqueiros em Nova York.

“Em resumo: a economia continua em um caminho de crescimento saudável, com um mercado de trabalho muito forte e sem o surgimento de pressões inflacionárias. O cenário atual da política monetária nos posiciona bem para continuar assim.”

O Fed manteve os juros inalterados neste ano, depois que as preocupações com as negociações comerciais entre EUA e China e os temores sobre o crescimento global abalaram os mercados no fim do ano passado. Williams disse que a política monetária atual fazem sentido por enquanto.

Os dados econômicos do primeiro trimestre dos EUA vieram mais fortes do que o previsto inicialmente, com leituras iniciais mostrando crescimento anual de 3,2 por cento. Mas sinais de dificuldades nas negociações entre EUA e China e ameaças de novas tarifas podem pesar sobre a economia.

“Há razões para acreditar que o salto no crescimento não persistirá até o final do ano”, disse Williams. Porém, ele ainda espera uma expansão de cerca de 2,25 por cento em 2019. “A economia dos EUA está em uma boa situação.”

Os mercados estão atentos ao que veem como uma possibilidade cada vez maior de que o Fed tenha de responder a uma economia em desaceleração e com pressões inflacionárias mais moderadas cortando os juros. Williams não mostrou sinais de apoiar essa visão, dizendo que “até agora, o recente movimento de queda (da inflação) parece refletir principalmente a volatilidade normal nas estatísticas de inflação”.

Os preços ao consumidor nos EUA subiram moderadamente em abril e o núcleo da inflação ficou praticamente inalterado, informou o Departamento do Trabalho nesta sexta-feira. O presidente dos EUA, Donald Trump, que repetidamente criticou o Fed por elevar as taxas no ano passado, disse no Twitter que os dados desta sexta-feira são mais uma evidência de “inflação muito baixa”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below