May 10, 2019 / 5:40 PM / 5 months ago

Siderúrgicas chinesas retomam apetite por minério de ferro de alta qualidade

PEQUIM/CINGAPURA (Reuters) - As siderúrgicas da China estão retomando seu apetite por minério de ferro de alta qualidade, apesar dos preços em máximas recordes, disseram gestores de usinas e operadores, à medida que a recuperação das margens de lucro estimula as produtoras de aço a buscarem ganhos de eficiência e aumento de produção.

Trabalhador em siderúrgica de Hefei, China 15/08/2012 REUTERS/Stringer

As empresas de aço haviam sido forçadas a reduzir custos com a mudança para minério de baixa qualidade no final de 2018, conforme as margens do aço caíam em meio a uma produção recorde. Um avanço substancial nos preços do minério de ferro no início de 2019, gerado pelo desastre em uma barragem de rejeitos da Vale em Brumadinho (MG), também estimulou a mudança.

Mas, com uma aceleração no crescimento econômico da China no primeiro trimestre e medidas antipoluição mais rigorosas entrando em vigor, executivos reunidos em uma conferência do setor em Cingapura nesta semana disseram que o minério de maior qualidade —e também de maior preço— está de volta ao menu.

“Acertamos pedidos abundantes por produtos de aço para os próximos três meses, e a produção siderúrgica está consideravelmente rentável”, disse o gerente de compras de uma usina de médio porte em Hebei, principal província siderúrgica da China. “É hora de comprar mais minério de alta qualidade”, acrescentou ele, que não quis ser identificado por não estar autorizado a conversar com a imprensa.

Medidas antipoluição de Pequim também estão ajudando.

O Ministério do Meio-Ambiente da China pediu na semana passada para que as usinas mirem níveis de emissão ultrabaixos, buscando melhorias na qualidade do ar, o que demanda equipamentos avançados e minério de ferro de melhor qualidade.

“No longo prazo, por conta das mudanças na indústria siderúrgica chinesa... bem como pelos controles mais firmes de emissão, veremos uma demanda muito significativa e preferência por minérios de ferro de alta qualidade”, disse Siddarth Aggarwal, gerente de análises de mercado para trading de minério e ferrosos da Anglo American.

Os preços de minério de ferro 65% para entrega à China atingiram uma máxima de cinco anos de 110,5 dólares por tonelada na quinta-feira, enquanto seu prêmio em relação ao minério 62% avançou para máximas de cinco meses.

“Isso dialoga com uma indústria que está se movendo em direção à eficiência, produtividade e práticas mais limpas; portanto, você precisa de minério de ferro de alta qualidade”, afirmou Aggarwal à Reuters, nos bastidores da conferência em Cingapura.

Os estoques de minério de ferro importado nos portos chineses recuaram para o menor nível desde outubro de 2017, em 133,6 milhões de toneladas, de acordo com dados da consultoria SteelHome.

A perspectiva para o mercado de minério de ferro também é suportada por uma redução de oferta estimada em 98 milhões de toneladas após o desastre na barragem da Vale em Brumadinho em janeiro, que deixou centenas de mortos.

Alguns produtos de alto teor, como os finos da mina de Carajás da Vale, com 65% de ferro, estão agora com baixa oferta.

DISPUTA PELO MERCADO

Enquanto isso, mineradoras em outros países buscaram impulsionar a produção de minério de alto teor, em um esforço para ganhar participação nesse mercado “premium”, incluindo a australiana Fortescue, que tradicionalmente vende principalmente minério com gradação baixa, de 58%.

A Fortescue embarcou sua primeira carga de minério com 60,1%de ferro para a China em Dezembro, e espera que a produção do novo produto atinja entre 5 e 10 milhões de toneladas em 2019.

A mineradora australiana também anunciou recentemente uma expansão de 2,6 bilhões de dólares de seu projeto Iron Bridge Magnetite, na Austrália Ocidental, esperando produzir 22 milhões de toneladas de concentrado de magnetita de ferro com 67% de Teor em meados de 2022.

Enquanto isso, mineradoras domésticas da China também estão buscando aumentar a produção de minério de alta qualidade. Analistas esperam que as mineradoras chinesas adicionem cerca de 10 milhões de toneladas de suprimento em 2019, principalmente minério de alta qualidade com baixa impureza.

Reportagem de Muyu Xu em Pequim e Mai Nguyen em Cingapura

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below