May 10, 2019 / 9:00 PM / 2 months ago

Nova York adota regras para zerar usinas movidas a carvão até 2020

Vapor sobe de usina de energia em Carolina do Norte, EUA. REUTERS/Chris Keane

NOVA YORK (Reuters) - Os reguladores ambientais de Nova York adotaram leis para reduzir as emissões de usinas de energia, que forçarão geradores a pararem de operar pela queima de carvão no Estado até o fim de 2020.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, que tem sido um crítico veemente do apoio dado à indústria de carvão pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou em um comunicado na quinta-feira que as novas leis para redução de carbono cumpririam sua promessa, feita em 2016, de tornar o Estado livre de carvão até 2020.

“Enquanto nosso governo federal continua a apoiar a mortal indústria de combustíveis fósseis, negar as mudanças climáticas e reverter as proteções ambientais, Nova York está liderando a nação com ações climáticas ousadas para proteger nosso planeta e nossas comunidades”, disse Cuomo.

O carvão representou menos de 1% da geração de eletricidade em Nova York em 2017, o ano mais recente disponível nos dados estaduais e federais.

De acordo com informações governamentais, há quatro usinas movidas a carvão em Nova York, com uma capacidade total de cerca de 1.640 megawatts, mas destes apenas cerca de 1.100 megawatts estão disponíveis para serviço, uma vez que muitas unidades deixaram de operar a carvão nos últimos anos, devido principalmente à competição e oferta do gás natural.

Reportagem de Scott DiSavino

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below