May 14, 2019 / 12:07 PM / 7 days ago

Irã insiste em manter vendas de petróleo para seguir em acordo nuclear, dizem fontes

LONDRES/BRUXELAS (Reuters) - O Irã insiste em ter autorização para exportar ao menos 1,5 bilhão de barris de petróleo por dia (bpd), o triplo do nível esperado para maio, com o país enfrentando sanções dos EUA, como condição para seguir em um acordo nuclear internacional, disseram fontes com conhecimento das conversas entre o país e a União Europeia.

Bandeira do Irã em plataforma de produção de petróleo na região do Golfo 25/07/2005 REUTERS/Raheb Homavandi

O recado foi dado em recentes encontros entre autoridades iranianas e do ocidente, incluindo o ministro iraniano de Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, mas não foi feito um comunicado por rescrito, disseram quatro fontes diplomáticas europeias.

Os Estados Unidos reimpuseram sanções em novembro sobre as exportações doe petróleo do Irã, após o presidente dos EUA Donald Trump ter unilateralmente deixado o acordo de 2015 entre o Irã e seis potências globais que visava conter o programa nuclear de Teerã.

Em uma tentativa de reduzir as exportações de petróleo do Irã a zero, Washington encerrou no início de maio algumas exceções que haviam sido garantidas temporariamente a compradores de petróleo iraniano, que puderam seguir com suas compras por seis meses.

As sanções já reduziram as exportações do Irã mais que pela metade, para 1 milhão de bpd ou menos, de um pico de 2,8 milhões de bpd no ano passado. As exportações podem cair para até 500 mil bpd a partir de maio, disse uma fonte iraniana à Reuters neste mês.

O Irã tem ameaçado bloquear o Estreito de Hormuz, uma importante rota de petroleiros, para interromper embarques de países vizinhos caso Washington tenha sucesso em forçar todos países a pararem compras do Irã.

O Líder Supremo do Irã, Aiatolá Ali Khamenei, definiu no ano passado uma série de condições para as potências europeias caso elas queiram que Teerã continue no acordo nuclear, incluindo a continuidade das compras de seu petróleo.

Khamenei não especificou um nível mínimo de vendas para o Irã continuar no acordo ou manter o Estreito aberto, mas uma autoridade europeia disse que os Iranianos querem garantir um retorno da produção aos níveis pré-sanções, embora eles não tenham sido específicos. Outras fontes disseram que a demanda do Irã parece ser de um nível entre 1,5 milhão e 2 milhões de bpd.

“Zarif disse especificamente que eles querem vender 2 milhões de barris de petróleo (por dia), basicamente o nível que o Irã estava exportando antes de Trump deixar o acordo”, disse uma fonte presente em um encontro em Nova York com o ministro.

“Mas eu não acho que essa é uma demanda séria. Isso não é possível e os iranianos sabem que não é possível”.

“Prestar atenção nesses relatos, que são baseados em conjecturas incompletas ou imprecisas, não é construtivo e pode prejudicar as condições necessárias para uma diplomacia séria”, disse um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do Irã, Abbas Mousavi, ao ser questionado pela Reuters sobre as informações.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below