May 17, 2019 / 11:43 PM / 4 months ago

EUA suspendem tarifas sobre metais de Canadá e México

WASHINGTON/OTTAWA (Reuters) - Os Estados Unidos fecharam acordos nesta sexta-feira para suspender tarifas sobre importações de aço e alumínio do Canadá e do México, disseram os governos dos três países, removendo um grande obstáculo à aprovação legislativa de um novo pacto comercial.

Os acordos, que não imporão cotas norte-americanas às remessas de metais do Canadá e do México, também eliminarão tarifas de retaliação mexicanas e canadenses sobre uma ampla gama de produtos norte-americanos, incluindo carne suína e bovina.

EUA e Canadá informaram que o acordo será implementado até a tarde de domingo e incluirá novas medidas destinadas a impedir que o aço e o alumínio objeto de dumping provenientes da China e de outros países entrem no mercado dos EUA via Canadá.

O presidente dos EUA, Donald Trump, havia imposto tarifas globais de 25% sobre aço e de 10% sobre alumínio em março de 2018, alegando motivos de segurança nacional.

Tanto o Canadá quanto o México argumentaram por 14 meses que suas indústrias metalúrgicas não apresentavam nenhuma ameaça à segurança, já que suas economias estão integradas aos EUA, e desafiaram as tarifas ante a Organização Mundial do Comércio.    

“Esta é uma boa notícia para os canadenses”, disse o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, a jornalistas após anunciar o acordo.    

As tarifas sobre metais foram uma grande irritação para o Canadá e o México e fizeram com que interrompessem o progresso em direção à ratificação do novo Acordo EUA-México-Canadá (USMCA), o acordo comercial trilateral para substituir o Acordo de Livre Comércio da América do Norte, de 25 anos. 

Trump, falando a corretores de imóveis em Washington, chamou o pacto de “um acordo fantástico para nosso país” e afirmou esperar que o Congresso aprove rapidamente o USMCA. “Então os grandes fazendeiros e fabricantes e siderúrgicas tornarão nossa economia ainda mais bem sucedida do que já é. “

Jesus Seade, vice-ministro das Relações Exteriores do México para a América do Norte, disse que o acordo “aumenta de forma mensurável a probabilidade” de que o USMCA seja aprovado antes das férias de verão do Congresso dos EUA em agosto.

As tarifas de metais da Trump têm como objetivo manter o excesso de produção da China fora do mercado norte-americano, e o acordo inclui um novo mecanismo de monitoramento destinado a impedir que aço e alumínio da China e de outros países sejam transbordados do Canadá e do México para os Estados Unidos.

Mas o escritório do Representante de Comércio dos EUA também disse que o acordo permite reimpor as tarifas no caso de “surtos” nas importações de produtos siderúrgicos específicos. Se as tarifas forem restabelecidas, a retaliação será limitada aos setores de aço e alumínio.

As montadoras, que anunciaram centenas de milhões de dólares em custos adicionais nos EUA devido às tarifas, elogiaram o acordo e disseram que ele tornou mais próxima a aprovação do USMCA.

Reportagem adicional de David Shepardson, Andrea Shalal, Doina Chiacu, Anthony Esposito e Stefanie Eschenbacher

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below