May 25, 2019 / 2:55 PM / 3 months ago

Japão e EUA precisam trabalhar para reduzir diferenças comerciais, diz ministro japonês

TÓQUIO (Reuters) - O Japão e os Estados Unidos ainda têm trabalho pela frente para dirimir as diferenças nas relações comerciais, disse neste sábado o ministro da Economia japonês, Toshimitsu Motegi, após um encontro com o representante comercial norte-americano, Robert Lighthizer.

    Motegi se reuniu com Lighthizer em Tóquio para negociações antes de um encontro na segunda-feira entre os chefes de Estado das duas nações. O ministro afirmou que a decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de classificar algumas importações do setor automobilístico como uma ameaça à segurança nacional, não esteve em pauta.

    “Aprofundamos nosso entendimento da posição de cada um no comércio. Entretanto, não estamos totalmente de acordo”, disse Motegi após a reunião. “Ainda há algumas diferenças. Precisamos trabalhar para estreitá-las.”

    Motegi disse não esperar que sequer um acordo parcial sobre comércio seja alcançado na reunião entre os chefes de Estado.

    Trump chegou ao Japão no sábado, para uma visita de Estado programada para mostrar fortes laços entre as nações, mesmo que o comércio continue separando-as. Ele exortou os empresários japoneses a aumentarem seus investimentos nos EUA e repreendeu o Japão por ter uma “vantagem substancial” no comércio.

    Os EUA estão imersos em uma guerra comercial com a China, e as tensões com o Japão e a União Europeia também cresceram.

    (Reportagem de Stanley White)    

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below