May 27, 2019 / 12:23 PM / 6 months ago

Presidente do BC do Japão alerta sobre economia global antes de cúpula do G20

TÓQUIO (Reuters) - O presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda, disse nesta segunda-feira que a perspectiva econômica global é altamente incerta e que há riscos negativos devido aos atritos comerciais, à desaceleração da economia chinesa e às negociações do Reino Unido para deixar a União Europeia.

17/01/2019 REUTERS/Issei Kato - RC1B1BB40E40

“Há um alto grau de incerteza ... e os riscos de baixa são grandes”, disse Kuroda em um discurso em um seminário.

Em uma nota positiva, Kuroda disse que as preocupações sobre as saídas de capital das economias de mercados emergentes e a depreciação cambial generalizada diminuíram.

Ele disse que as reuniões do G20 deste ano discutirão os saldos das contas correntes e também disse que as medidas comerciais bilaterais não resolverão tais desequilíbrios.

O Japão sediará uma reunião do G20 com ministros das Finanças e membros de bancos centrais das maiores economias do mundo em 8 e 9 de junho.

Se os saldos das contas correntes não estiverem alinhados aos fundamentos econômicos, o G20 deverá examinar as razões, disse Kuroda, observando que ter um déficit ou superávit não é necessariamente bom ou ruim.

“Como presidente do G20, lideraremos as discussões na reunião com todas as informações relevantes e avaliações apropriadas das condições econômicas globais”, disse Kuroda.

Kuroda também disse que os países melhoraram sua defesa contra as crises financeiras globais devido às amplas redes de troca de moedas e instrumentos de empréstimo fornecidos pelo Fundo Monetário Internacional.

Seus comentários vêm em meio a uma crescente tensão entre os Estados Unidos e seus principais parceiros comerciais.

O Japão e os Estados Unidos estão negociando um pacto comercial bilateral. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que está no Japão para uma visita de Estado, deixou claro que está insatisfeito com o superávit comercial de 68 bilhões de dólares do Japão com os Estados Unidos, em grande parte com exportações de automóveis.

Trump também travou uma guerra comercial com a China em uma tentativa de reduzir o déficit comercial dos EUA e mudar as práticas comerciais que o governo norte-americano considera injustas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below