June 5, 2019 / 10:35 AM / 3 months ago

Crescimento de serviços na China enfraquece em maio, mostra PMI do Caixin

Garçom trabalha em restaurante em Pequim, na China 15/11/2018 REUTERS/Jason Lee

PEQUIM (Reuters) - A atividade de serviços da China cresceu em maio no ritmo mais lento em três meses, afetada pelo esfriamento das vendas para exportação, mostrou nesta quarta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit.

O PMI de serviços do Caixin/Markit caiu para 52,7 em maio, nível mais baixo desde fevereiro e ante 54,5 em abril. A marca de 50 separa crescimento de contração.

As encomendas para exportação aos fornecedores de serviços chineses caíram para 51,5, da máxima de vários anos em abril de 55,6, com a maioria das empresas consultadas citando que não houve mudanças nas vendas para o exterior em maio, mostrou a pesquisa.

Isso levou o total de novas encomendas para a mínima de três meses.

Os resultados da pesquisa e uma série de dados recentes da China sugerem que o governo pode precisar adotar mais estímulo para conter uma desaceleração econômica mais acentuada.

Embora uma medida oficial divulgada na semana passada tenha sido mais otimista sobre o setor de serviços, ambas as pesquisas indicaram que o setor está enfrentando uma menor demanda global. As novas encomendas de exportação na pesquisa oficial mostraram a maior contração desde outubro.

O PMI Composto do Caixin para a China, também divulgado nesta quarta-feira, caiu a 51,5 em maio de 52,7 em abril.

Reportagem de Stella Qiu e Ryan Woo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below