June 5, 2019 / 4:46 PM / 4 months ago

Não há necessidade de apressar negociações para fusão Renault-Fiat, diz ministro francês

Logotipos da Renault e da Fiat são vistos em Nice, na França. 3/6/2019. REUTERS/Eric Gaillard

PARIS (Reuters) - O ministro das Finanças da França, Bruno Le Maire, disse que não há necessidade de se apressar em relação às conversas para fusão de 35 bilhões de dólares entre as montadoras Renault e Fiat Chrysler.

“Devemos ter tempo para garantir que as coisas sejam bem feitas”, disse Le Maire à BFM TV nesta quarta-feira. “Queremos fazer essa fusão”, acrescentou, afirmando também que o governo queria garantias sobre os empregos da nova empresa.

Fontes disseram à Reuters que a Fiat Chrysler havia resolvido diferenças importantes com a França sobre a proposta de fusão com a Renault, já que as negociações sobre o plano avançaram para um possível acordo nesta quarta-feira.

Um acordo sobre a influência francesa pode abrir caminho para que o conselho da Renault aprove uma diretriz e inicie o longo processo de uma fusão completa.

A FCA, a Renault e seu acionista de 15%, o Estado francês, negociam sobre a tentativa do fabricante ítalo-americano de criar a terceira maior montadora do mundo.

A França acolheu amplamente o acordo, com a condição de garantir os empregos e as fábricas domésticas da Renault, além de preservar a aliança existente entre a Renault e a parceira japonesa Nissan.

Por Sudip Kar-Gupta e Inti Landauro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below