June 18, 2019 / 6:31 PM / 2 months ago

Banco de montadora de caminhões DAF desembarca no Brasil

SÃO PAULO (Reuters) - A montadora de caminhões de origem holandesa DAF anunciou nesta terça-feira o início das atividades de seu banco no Brasil, com planos de financiar a compra de até um terço dos veículos da marca já no ano que vem.

Caminhões da montadora DAF, da Paccar 23/09/2014 REUTERS/Fabian Bimmer

O banco terá aqui o mesmo nome da holding dona da DAF, Paccar. Segundo o diretor-geral do Paccar Financial no Brasil, João Petry, o movimento permitirá que a DAF equalize sua posição ante as principais rivais, que incluem Volkswagen Caminhões e Ônibus e Mercedes-Benz, que já têm unidades de financiamento no país.

“Com a retomada gradual da demanda por caminhões no Brasil, estaremos mais bem posicionados para atuar numa parte maior da cadeia do setor”, disse Petry à Reuters.

Com um capital inicial de 100 milhões de reais, a Paccar Financial deve iniciar suas primeiras operações já nesta semana, disse o executivo. Pelo menos até o ano que vem, o grupo deve usar apenas recursos próprios na oferta dos financiamentos e já está pronto para fazer novos aportes, disse ele.

Com sede em Ponta Grossa (PR), a DAF iniciou a produção e venda locais no país em 2013, vendendo caminhões pesados, com os financiamentos feitos via bancos comerciais. No ano passado, a companhia vendeu 2,3 mil caminhões no Brasil.

Segundo executivos da montadora, a chegada da Paccar Financial permitirá também que o grupo se aproveite de uma retomada recente do setor. No começo do mês, a Fenabrave, associação que representa concessionários, informou que os licenciamentos de caminhões somaram 9.197 veículos em maio, crescimento de quase 61% na comparação anual.

Em linha com exigências de grandes clientes do setor fabril de que a frota de transportadores tenha uma idade limite máxima, empresas do setor que vinham adiando a renovação de seus veículos, vêm recentemente demandando mais, explicou Petry.

Além disso, alguns segmentos da economia, especialmente do agronegócio, como transporte de grãos, cana-de-açúcar e madeira, seguem tendo bom desempenho, acrescentou. A expectativa da DAF é de vender cerca de 5 mil caminhões no Brasil neste ano ante 2,3 mil em 2018.

FORD

Segundo Petry, por enquanto a DAF não deve se beneficiar da decisão da Ford de abandonar o mercado de caminhões na América Latina, dado que a produção da montadora norte-americana na fábrica em São Paulo é de caminhões mais leves. No entanto, o grupo já avalia trazer para o Brasil nos próximos anos seu braço LF, que atua neste segmento.

“Nossas vendas da LF hoje estão concentradas em mercados como a Europa e temos a expectativa de diversificar mais esse conjunto, inclusive com vendas na América Latina”, disse o diretor de vendas da DAF, Antenor Frasson.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below