June 28, 2019 / 2:49 PM / 3 months ago

Ibovespa avança no aguardo de reunião do G20; Petrobras ajuda

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa avançava na manhã desta sexta-feira, na última sessão do semestre, em meio a expectativas para a cúpula do G20 no Japão, notadamente o encontro de sábado entre os líderes de EUA e China, enquanto investidores continuam acompanhando o andamento da reforma da Previdência.

REUTERS/Amanda Perobelli

Às 11:42, o Ibovespa .BVSP subia 0,49 %, a 101.214,92 pontos. O volume financeiro somava 3,65 bilhões de reais.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse mais cedo esperar negociações produtivas na cúpula do G20 com o presidente chinês, Xi Jinping, sobre a guerra comercial que vem ameaçando o crescimento global, mas afirmou que não fez nenhuma promessa sobre o adiamento do aumento das tarifas.

“Enquanto o anúncio de um acordo é muito pouco provável, o mercado já vai se animar com sinalizações positivas das partes.”, informou a corretora Coinvalores em nota a clientes.

Em Wall Street, o S&P 500 .SPX tinha elevação de 0,2%.

No cenário doméstico, o foco continua na tramitação da reforma da Previdência, com nomes relevantes do Congresso e do governo otimistas em relação ao cronograma da matéria, em especial a chance de o texto ser votado pelo plenário da Câmara antes do recesso parlamentar, que começa em 18 de julho.

A equipe da corretora H.Commcor também destacou que o mercado aguarda a votação do parecer da proposta da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara na próxima semana, com “investidores operando cada nova sinalização vindo de Brasília”, conforme relatório a clientes.

Na véspera, o presidente Jair Bolsonaro acompanhou o tom mais otimista sobre o andamento do texto.

“Como está sendo conversado pelo governo, pelo Congresso Nacional, na semana que vem se vota na comissão especial e, pelo que tudo indica, se aprova o texto que, logo depois, na semana seguinte, já pode ir para plenário e, quem sabe, votar pelo menos em primeiro turno antes do recesso parlamentar”, disse.

DESTAQUES

- PETROBRAS ON (PETR3.SA) e PETROBRAS PN (PETR4.SA) subiam 1,07% e 0,92%, respectivamente, após seu presidente-executivo dizer que a empresa deverá sair dos segmentos de transporte e distribuição de gás no Brasil, além de anunciar o início do processo de venda de quatro refinarias, como parte de um plano maior de vender oito unidades equivalentes a metade de sua capacidade de refino.

- ELETROBRAS ON (ELET3.SA) ganhava 2,31%, tendo como pano de fundo a aprovação da reestruturação societária entre as subsidiárias Eletrosul Centrais Elétricas e Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE), visando a obtenção de sinergia operacional, tributária, econômico-financeira e societária.

- VALE NO (VALE3.SA) avançava 0,56%, após o preço do minério de ferro atingir máximas recordes nesta sexta-feira e registrar seu maior ganho trimestral desde o final de 2016.

- GPA PN (PCAR4.SA) recuava 1,04% após ter a maior alta percentual em um dia considerando o fechamento em oito anos na sessão da véspera, na esteira do anúncio de um plano de reorganização de ativos pelo seu controlador.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below