June 28, 2019 / 2:49 PM / 21 days ago

Liberação de compulsórios eleva dívida bruta, diz BC

REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central, Fernando Rocha, afirmou nesta quinta-feira que a liberação dos recursos recolhidos compulsoriamente pelos bancos contribui para aumentar a dívida bruta.

Isso porque a operação demanda que a autoridade monetária aumente o estoque das suas operações compromissadas para enxugar a liquidez da economia.

Na quinta-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o governo pretende liberar 100 bilhões de reais em compulsórios, o que representa cerca de 25% do estoque total de recursos recolhidos dos bancos.

Após as declarações de Guedes, o BC divulgou nota afirmando que a redução estrutural dos compulsórios faz parte da agenda da autarquia, mas que não há definição sobre prazos ou montantes.

Ao comentar o efeito dos compulsórios sobre a dívida bruta, Rocha ponderou que a relação não é automática, na medida em que há outros fatores que também afetam a liquidez -como a disposição dos bancos em conceder créditos- e, consequentemente, o estoque de compromissadas.

Em maio, a dívida bruta, principal indicador fiscal da economia, totalizou 78,7% do PIB.

Por Isabel Versiani

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below