July 2, 2019 / 11:50 AM / 22 days ago

Preço do minério de ferro na China dobra em 2019 em meio a oferta apertada

03/12/2013 REUTERS/David Gray

MANILA (Reuters) - Os preços do minério de ferro na bolsa chinesa de Dalian ampliaram nesta terça-feira um longo movimento de alta, que levou as cotações da commodity a dobrarem neste ano, após dados mostrarem que as exportações brasileiras do produto caíram em junho, aumentando expectativas de que a oferta siga apertada na China, principal produtora de aço.

Os futuros do aço em Xangai, no entanto, recuaram de mínimas em anos após um consultor do Banco Central afirmar que a economia doméstica não precisa de medidas “muito grandes” de estímulo ao crescimento a não ser que a guerra comercial com os Estados Unidos piore.

O contrato mais ativo do minério de ferro na bolsa de Dalian chegou a subir até 5,7%, para 904,5 iuanes (131,82 dólares) por tonelada, maior nível desde o lançamento do contrato em 2013, na quarta sessão consecutiva de ganhos. Ele fechou em alta de 5,2%, a 900 iuanes.

O Brasil exportou 29,4 milhões de toneladas de minério de ferro em junho, ante 29,83 milhões em maio e 35,29 milhões de toneladas em junho do ano passado, mostraram dados do governo na segunda-feira.

Os menores embarques do Barsil e da Austrália, principal fornecedor chinês, onde as mineradoras reduziram suas projeções de produção e exportação após questões operacionais e pelo clima ruim, têm sustentado o rali do minério de ferro nos mercados futuros e spot.

“Nossos modelos apontam para exportações combinadas de Brasil e Austrália com queda de 36 milhões de toneladas até o momento no ano, na comparação com ano passado”, disseram analistas da Westpac.

“Dada a projeção da (mineradora australiana) Rio Tinto e as defasagens no Brasil, ainda levará algum tempo até que uma maior oferta global compense o déficit estrutural atual nesse mercado”, disseram os analistas.

Em meio à menor oferta de Brasil e Austrália e uma demanda forte das usinas de aço, os estoques de minério de ferro nos portos chineses fecharam a semana passada no menor nível desde o início de 2017.

No aço, o contrato mais ativo do vergalhão na bolsa de futuros de Xangai fechou em queda de 1,3%, a 4.053 iuanes por tonelada, após nove sessões seguidas de alta e uma máxima de mais de oito anos registrada na segunda-feira.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below