July 2, 2019 / 1:51 PM / 3 months ago

Vietnã diz que terá vacina contra peste suína africana "em breve"; especialistas mostram ceticismo

HANOI (Reuters) - O Vietnã disse nesta terça-feira que obteve sucesso inicial na criação de uma vacina contra a peste suína africana, que infectou fazendas em todo o país do sudeste asiático e provocou o abate de 10% de seu rebanho suíno.

Criação de porcos em Hanói, Vietnã 28/06/2019 REUTERS/Nguyen Huy Kham

A peste suína africana — que se espalhou também para o Laos e a Coreia do Norte depois de ser detectada na China em agosto de 2018 — foi registrada pela primeira vez no Vietnã em fevereiro e se espalhou para fazendas em 61 das 63 províncias do país.

Mais de 2,9 milhões de suínos foram abatidos no Vietnã, de uma população de 30 milhões de animais, disse nesta terça-feira o ministro da Agricultura, Nguyen Xuan Cuong.

“Acho que estamos no caminho certo e em breve teremos uma vacina”, disse Cuong, segundo a agência oficial de notícias do Vietnã (VNA).

A vacina, desenvolvida na Universidade Nacional de Agricultura do Vietnã, foi testada em seu laboratório e em três fazendas no norte do Vietnã, informou a emissora estatal Vietnam Television (VTV) em uma reportagem separada nesta terça-feira.

Especialistas em vacinas e peste suína africana, no entanto, estavam céticos sobre as alegações do progresso e disseram que muito mais pesquisas são necessárias para provar a viabilidade de qualquer vacina.

“Precisamos de diferentes fases de testes clínicos, primeiro em um ambiente experimental com exposição controlada e, em seguida, um teste de campo com exposição natural ao vírus, e isso não pode ser um pequeno teste”, disse Dirk Pfeiffer, professor de epidemiologia veterinária na Universidade da cidade de Hong Kong.

A natureza complexa do vírus e a falta de conhecimento sobre seu processo de infecção ou imunidade têm até agora dificultado outros esforços globais para desenvolver uma vacina contra a doença, que é inofensiva para os seres humanos, mas mortal para os porcos.

Pesquisadores de outros lugares abandonaram as tentativas de usar um vírus morto para uma vacina e equipes nos Estados Unidos, na Europa e na China têm trabalhado em vacinas vivas ao invés disso, o que traz riscos maiores de segurança.

Nos testes iniciais do Vietnã, 31 dos 33 suínos injetados com a vacina de teste ainda estão saudáveis depois de receberem duas doses durante um período de meses, de acordo com a reportagem da VTV.

O diretor de agricultura da universidade, Nguyen Thi Lan, afirmou que a vacina ainda precisa de mais pesquisas e testes em grande escala. Ele não quis falar da reportagem sobre a vacina e direcionou pedidos de comentário feitos pela Reuters ao ministério da Agricultura, que não respondeu de imediato.

Por Khanh Vu e Phuong Nguyen

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below