July 8, 2019 / 12:15 PM / a month ago

Ritmo de expansão da produção de petróleo dos EUA deve ultrapassar demanda até 2020, diz Goldman

REUTERS/Christian Hartmann

(Reuters) - O crescimento da produção de petróleo “shale” dos Estados Unidos deve ultrapassar o ritmo de expansão da demanda global no mínimo durante 2020, limitando ganhos nos preços do petróleo mesmo com os cortes de produção liderados pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), disse o Goldman Sachs.

O banco norte-americano projetou que a produção de petróleo norte-americana deve crescer em 1,3 milhão de barris por dia (bpd) e 1,2 milhão de bpd em 2019 e 2020, respectivamente, enquanto a demanda global deve avançar 0,8 milhão de bpd e 1,6 milhão de bpd nos mesmos períodos.

“A disposição da Opep em continuar a ceder participação no mercado provavelmente limitará o potencial de baixa também”, afirmou o banco.

O Goldman manteve sua projeção para os preços em 2020 em cerca de 60 dólares por barril para o Brent e 55,50 dólares para o WTI.

A Opep e seus aliados liderados pela Rússia concordaram na semana passada em prorrogar os cortes de produção de petróleo até março de 2020.

“Uma estratégia de saída para os cortes não foi discutida, e ainda é preciso ver se a decisão de prorrogar os cortes para acomodar o crescimento do ‘shale’ vai afinal levar à necessidade de cortes mais profundos em 2020”, escreveram analistas do Goldman Sachs em uma nota publicada no domingo.

Por Arpan Varghese em Bangalore

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below