July 8, 2019 / 8:20 PM / 11 days ago

Cade condena 11 empresas por cartel no metrô de SP, DF, MG e RS

REUTERS/Adriano Machado

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) condenou nesta segunda-feira 11 empresas e 42 pessoas por formação de cartel em licitações de trens e metrôs de São Paulo, Distrito Federal, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

O órgão antitruste concluiu que pelo menos 26 certames foram prejudicados pelo cartel de 1999 a 2013. As empresas condenadas estão Alstom Brasil Energia, Bombardier, CAF Brasil, Iesa, MGE Equipamentos e Serviços Rodoviários, Mitsui, MPE, TC/BR Tecnologia, Tejofran, Temoinsa do Brasil e TTrans a multas totais de 515,6 milhões de reais. Além disso, as pessoas condenadas terão que pagar outros 19,5 milhões de reais.

O caso começou em maio de 2013, com a assinatura de acordo de leniência da Siemens com o Cade, o Ministério Público Federal e o Ministério Público de São Paulo, que precedeu busca e apreensão em empresas suspeitas de participar do cartel.

Segundo o Cade, o objetivo do cartel era dividir o mercado, fixar preços, ajustar condições e formas de participação das empresas nas licitações. Para isso, os participantes fizeram supressão de propostas ou propostas de cobertura, formaram consórcios e subcontratações.

Por Aluísio Alves

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below