July 9, 2019 / 5:16 PM / in 7 days

Alemanha e França acertaram apoio a Carney para chefiar FMI, diz jornal

Presidente do banco central britânico, Mark Carney 25/02/2019 Kirsty O'Connor/Pool via REUTERS

BERLIM (Reuters) - Alemanha e França concordaram há algum tempo em apoiar o presidente do banco central britânico, Mark Carney, para ser o novo diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), afirmou o jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung nesta terça-feira.

Sem citar uma fonte, o jornal disse que Berlim e Paris originalmente concordaram em apoiar Carney com a intenção de o chefe do Banco da Inglaterra assumir o FMI em 2021, mas isso foi antecipado devido à iminente mudança da atual diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, para o Banco Central Europeu, e Carney estaria disponível a partir de janeiro.

Uma autoridade francesa disse no fim de semana que, embora a França soubesse que o apoio a Carney —que tem cidadania canadense, britânica e irlandesa— estava crescendo, havia a preocupação de que a nomeação de “basicamente um canadense” estabelecesse um precedente para um cargo tradicionalmente ocupado por um europeu.

Por Paul Carrel

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below