July 23, 2019 / 2:38 PM / 3 months ago

Petróleo recua com redução de preocupações sobre Irã

REUTERS/Christian Hartmann/File Photo

LONDRES (Reuters) - Os contratos futuros do petróleo caíam para cerca de 63 dólares o barril nesta terça-feira, à medida que diminuem as preocupações de que um aumento de tensões no Oriente Médio atinja o fornecimento, agravando o impacto de uma perspectiva de demanda mais fraca.

A captura pelo Irã de um petroleiro britânico na semana passada provocou preocupações sobre as interrupções no fornecimento do Estreito de Ormuz, através do qual passam cerca de um quinto do fluxo de petróleo do mundo, levando à recuperação do petróleo na segunda-feira.

O petróleo Brent recuava 0,19 dólar, ou 0,3%, a 63,07 dólares por barril, às 11:32 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 0,08 dólar, ou 0,14%, a 56,14 dólares por barril.

“A resposta dos preços do petróleo à apreensão de um petroleiro britânico por forças armadas iranianas perto do Estreito de Ormuz foi incrivelmente discreta até agora”, disse Carsten Fritsch, analista do Commerzbank.

“Parece que a maioria dos participantes do mercado está convencida de que não haverá conflito aberto entre o Ocidente e o Irã”, disse ele.

As tensões surgem no momento em que os Estados Unidos pretendem cortar as exportações de petróleo do Irã, tendo como pano de fundo os cortes de oferta liderados pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) desde o início do ano para sustentar os preços.

Apesar das menores exportações iranianas e das restrições de oferta voluntária da Opep, o suprimento de petróleo está excedendo a demanda devido ao forte crescimento da produção dos Estados Unidos e de outros produtores não-Opep, de acordo com a Agência Internacional de Energia.

Uma perspectiva mais fraca para a demanda por petróleo devido à desaceleração do crescimento econômico pesou sobre os preços, que ainda estão em alta de 18% em 2019, ajudados pelo pacto de oferta liderado pela Opep.

“Embora os preços tenham sido impulsionados pela evolução da oferta na primeira metade do ano, considerações econômicas estão fazendo com que a alta do petróleo seja cuidadosa este mês”, disse Tamas Varga, da corretora de petróleo PVM.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below