July 31, 2019 / 12:15 PM / in 3 months

Dólar recua contra real antes de decisões de política monetária de Fed e Copom

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar recuava ante o real nesta quarta-feira, em compasso de espera antes das decisões de política monetária do Federal Reserve e do Copom nesta tarde, com eventual volatilidade na parte da manhã em função da formação da taxa Ptax de fim de mês.

Notas de dólares 26/03/2015 REUTERS/Gary Cameron

Às 9:57, o dólar recuava 0,51%, a 3,7714 reais na venda

Na véspera, o dólar avançou 0,19% e encerrou a 3,7909 reais na venda.

Neste pregão, o dólar futuro perdia cerca de 0,5%.

Embora investidores optem por não assumir posições até que se conheça as decisões dos dois bancos centrais, Fed mais notadamente, o pregão deve ter alguma volatilidade na parte da manhã pela formação da taxa Ptax de fim de mês.

As expectativas com relação à ação que o Fed deve tomar já estão consolidadas em direção a um corte de 0,25 ponto percentual, o que leva agentes financeiros a concentrarem atenções em sinalizações que o banco pode fazer sobre a trajetória futura de política monetária.

Sinais conflitantes, que de um lado apontam para resiliência da economia norte-americana, mas por outro indicam a continuidade de pressões que podem desacelerá-la, deixam investidores em compasso de espera para ver como reagirá o Fed.

Neste sentido, ganha importância a coletiva de imprensa do chair do Fed, Jerome Powell, às 15h30.

Na avaliação da corretora H.Commcor, há potencial de valorização do dólar mesmo que o Fed corte os juros, caso essa redução seja de 25 pontos-base e a sinalização de Powell seja menos “dovish” do que o mercado espera.

As expectativas em torno da decisão do Fed mantiveram o dólar pressionado no último mês, uma vez que um corte da taxa de juros norte-americana aumentaria a liquidez, a qual poderia migrar para mercados como o Brasil, elevando a oferta de dólares e consequentemente baixando o preço da moeda.

Mas a possibilidade de que o Fed não deixe tão claro a trajetória que prevê para a taxa pode levar a uma reversão da valorização de moedas de risco.

No caso do Copom, que anuncia sua decisão com o mercado já fechado a partir das 18h, há menos consenso sobre o teor do corte de juros. No fechamento da véspera, o mercado embutia 35% de chance de redução de 50 pontos-base na Selic e 65% de alívio de 25 pontos-base. Na pesquisa Focus, a mediana das estimativas indica corte de 25 pontos.

“Independente da magnitude dessa redução, acreditamos que a partir de hoje o BC começará um ciclo de corte de juros que deverá levar a Selic para um patamar mínimo histórico”, disseram economistas da XP Investimentos, em nota.

Por Laís Martins

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below