August 9, 2019 / 7:50 PM / 2 months ago

CORREÇÃO (OFICIAL) - Brasil vai exportar mais soja que o esperado por disputa EUA-China, diz Abiove

(Corrige informação nos parágrafos 6,7 e 8, após a Abiove dizer que não mudou os estoques iniciais, diferentemente do que havia apontado antes)

Navio é carregado com soja para exportação no porto de Santos (SP) 03/03/2017 REUTERS/Paulo Whitaker

Por Roberto Samora

SÃO PAULO, 9 Ago (Reuters) - O Brasil deverá exportar 72 milhões de toneladas de soja em 2019, ante 68,1 milhões na previsão de julho, estimou nesta sexta-feira a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), que considerou uma demanda adicional da China, diante da disputa comercial sino-americana.

O aumento da projeção se deu “em razão das complicações da guerra comercial entre Estados Unidos e China, com impacto positivo na demanda pela soja brasileira”, disse a Abiove em nota.

O país asiático anunciou nesta semana a suspensão de compras de produtos agrícolas norte-americanos, com a escalada da guerra comercial entre os países, após o presidente dos EUA, Donald Trump, prometer impor tarifa adicional de 10% sobre 300 bilhões de dólares em bens chineses.[nL2N24X1CQ]

Apesar do aumento na estimativa, o Brasil, maior exportador global de soja, ainda exportará bem menos que o recorde de 2018, quando os embarques da oleaginosa somaram 83,6 milhões de toneladas.

No ano passado, o Brasil produziu um recorde de soja, de 123,1 milhões de toneladas, segundo a Abiove. A associação manteve a projeção de safra brasileira em 2019, já colhida, em 117,6 milhões de toneladas.

A Abiove também realizou outras alterações no quadro de oferta e demanda.

Os estoques iniciais foram mantidos em 2,796 milhões de toneladas, conforme previsto em julho.

O aumento nas exportações levou a Abiove projetar também menores estoques finais para 2019, que passaram a ser vistos em 2,565 milhões de toneladas, ante 5,637 milhões na previsão de julho.

A associação, que reúne as principais tradings multinacionais do setor de soja do Brasil, ainda reduziu a previsão de exportação de farelo de soja para 15,8 milhões de toneladas, ante 16,2 milhões na estimativa de julho.

Os embarques de farelo de soja em 2018 foram maiores do que os esperados para 2019, somando 16,8 milhões de toneladas.

A entidade também ajustou para cima os estoques finais de farelo de soja, para 2,3 milhões de toneladas, ante 1,9 milhão.

A exportação de óleo de soja deverá atingir 900 mil toneladas, ante 800 mil toneladas na previsão de julho e 1,4 milhão em 2018.

Por Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below