August 29, 2019 / 8:16 PM / 3 months ago

Após PIB, Ibovespa engata 3ª alta e volta aos 100 mil pontos

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa engatou a terceira alta seguida nesta quinta-feira, voltando a superar os 100 mil pontos, após o PIB brasileiro do segundo trimestre melhor do que o esperado e um relativo alívio no conflito comercial entre Estados Unidos e China.

Imagem do painel eletrônico da bolsa paulista mostrando cotações durante sessão, na sede da B3. 25/7/2019. REUTERS/Amanda Perobelli

O principal índice da bolsa paulista subiu 2,37%, a 100.524,43 pontos, com isso esvaziando a perda de agosto na penúltima sessão do mês. O giro financeiro da sessão somou 17,6 bilhões de reais.

No Brasil, o destaque foi o aumento de 0,4% no Produto Interno Bruto de abril a junho na comparação com o trimestre anterior, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio acima da expectativa de crescimento de 0,2%, de acordo com pesquisa da Reuters.

“A notícia do PIB foi ótima e muito positiva para o mercado. Todos estávamos muito nervosos com a possibilidade de o Brasil entrar em recessão técnica... Não foi o que vimos”, afirmou o diretor de operações da corretora Mirae Asset, Pablo Spyer.

No cenário internacional, Wall Street repercutiu declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, de que os negociadores dos EUA e da China têm conversas marcadas com o objetivo de aliviar tensões comerciais ainda nesta quinta-feira “em um nível diferente”, mas não deu detalhes.

Mais cedo, o mercado já havia se animado com comentários da China que de que prefere resolver com calma a questão comercial com os EUA, e que os países estão discutindo a próxima rodada de negociações presenciais marcada para setembro.

DESTAQUES

- VALE ganhou 3,73%, acompanhando o movimento de outras mineradoras na Europa, com papéis de siderúrgicas também no azul, entre elas USIMINAS PN, que avançou 9,13%, na ponta superior do índice.

- VIA VAREJO ON avançou 4,43%, com o setor de varejo entre os destaques do Ibovespa. B2W ON teve alta de 3,04% e MAGAZINE LUIZA ON evoluiu 6,73%.

- PETROBRAS ON subiu 3,76%. A Petrobras teve decisão favorável definitiva do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), que cancelou débito de 5,9 bilhões de reais, referente à homologação de créditos de PIS e Cofins.

- JBS valorizou-se 2,65%, beneficiada pelas expectativas para demanda de proteínas com os problemas ligados à peste suína africana. MARFRIG avançou 6,78%. Já BRF passou por sessão de ajuste e caiu 0,56%

- BRADESCO PN subiu 1,88%. ITAÚ UNIBANCO PN avançou 0,53%, BANCO DO BRASIL valorizou-se 2,43% e SANTANDER BRASIL UNIT ganhou 2,95%.

- RD cedeu 1,57%, corrigindo parte do salto da véspera, quando fechou em alta de 4,8%. No mês, até a quarta-feira, os papéis acumularam valorização de 12,7%.

- Fora do índice, OI ON saltou 19,51%, afastando-se de mínimas em quase três anos registradas na semana passada, tendo no radar reportagem citando interesse de empresa norte-americana no grupo de telecomunicações.

Por Peter Frontini

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below