September 4, 2019 / 11:50 AM / 18 days ago

Bayer diz que discorda de decisão do governo alemão de banir glifosato

Fachada da Bayer em Wuppertal, Alemanha 06/08/2019 REUTERS/Wolfgang Rattay

BERLIM (Reuters) - A Bayer disse nesta quarta-feira que discorda de uma decisão do governo alemão de proibir o uso de glifosato a partir do final de 2023, dizendo que a substância usada em pesticida fabricado por sua unidade com sede nos Estados Unidos Monsanto pode ser usada com segurança.

“Essa proibição ignoraria as esmagadoras avaliações científicas de autoridades competentes em todo o mundo que determinaram há mais de 40 anos que o glifosato pode ser usado com segurança”, disse a gigante alemã de produtos químicos.

O glifosato é objeto de ações de bilhões de dólares nos EUA contra a Monsanto por alegações de que o produto causa câncer. Preocupações com a segurança do glifosato surgiram quando uma agência da Organização Mundial da Saúde concluiu em 2015 que ele provavelmente causa câncer, o que a Bayer contesta.

O governo alemão pretende banir o uso do controverso herbicida glifosato a partir do final de 2023, segundo notícia publicada pela Reuters nesta quarta-feira com informação de duas fontes governamentais.

Por Tassilo Hummel

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below