September 6, 2019 / 3:37 PM / 2 months ago

Wall Street sobe após dados de empregos dos EUA e plano de estímulo da China

Bolsa de Nova York (NYSE), EUA 05/09/2019 REUTERS/Brendan McDermid

(Reuters) - Os índices acionários dos Estados Unidos mostravam leve alta nesta sexta-feira, quando dados de empregos encerraram uma semana de sinais econômicos mistos sobre a economia doméstica, enquanto um novo plano de estímulo da China ajudava a aliviar algumas preocupações em torno do crescimento global.

Às 12:28 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,29%, a 26.806 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,211022%, a 2.982 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,16%, a 8.130 pontos.

Os mercados globais subiram depois que o banco central da China disse que vai reduzir a quantidade de dinheiro que os bancos devem manter como reservas, liberando um total de 900 bilhões de iuanes (126,35 bilhões de dólares) em liquidez.

O crescimento mais lento do que o esperado na criação de vagas de trabalho em agosto sugeriu uma desaceleração da economia norte-americana, ajudando a consolidar as expectativas de um corte na taxa de juros pelo Federal Reserve no final deste mês.

A economia dos Estados Unidos gerou, em termos líquidos, 130 mil empregos em agosto. O dado ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pela Reuters, que esperavam a criação de 158 mil novas vagas.

No entanto, o salário médio por hora trabalhada subiu 0,4% no mês passado, maior aumento desde fevereiro, aumentando a esperança de que gastos saudáveis do consumidor possam colocar a inflação no caminho certo para cumprir a meta do Fed.

Os participantes do mercado acompanharão de perto o discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, na Universidade de Zurique, nesta sexta-feira, em busca de pistas sobre o futuro da política monetária. Atualmente, eles esperam um corte de um quarto de ponto percentual na reunião de meados de setembro do Fed.

Embora os mercados norte-americanos tenham começado a semana com dados industriais fracos em agosto, eles caminhavam para encerrar em alta depois de terem sido impulsionados pelo alívio das tensões políticas em Hong Kong e pelas esperanças de uma diminuição nas tensões comerciais entre EUA e China.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below