September 12, 2019 / 2:33 PM / in 4 days

Ibovespa avança com notícias sobre EUA-China, BCE

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista começava a quinta-feira no azul, seguindo o viés positivo de praças acionárias globais, após notícias mais favoráveis sobre as negociações comerciais entre Estados Unidos e China, enquanto o Banco Central Europeu (BCE) cortou os juros e anunciou novo pacote de estímulo para a economia da região.

REUTERS/Amanda Perobelli

Às 11:29, o Ibovespa subia 0,81%, a 104.282,96 pontos. O volume financeiro somava 5 bilhões de reais.

O presidente norte-americano, Donald Trump, disse na noite de quarta-feira que os Estados Unidos concordaram em adiar, de 1 para 15 de outubro, o aumento das tarifas sobre 250 bilhões de dólares de importações chinesas, “como um gesto de boa vontade”.

Nesta quinta-feira, a agência de notícias oficial da China Xinhua reportou declaração do vice-primeiro-ministro da China, Liu He, de que autoridades chinesas e norte-americanas se reunirão na próxima semana para discutir tópicos como balança comercial, acesso a mercados e proteção a investidores.

Na Europa, o BCE reduziu sua taxa de depósito para um recorde de -0,5%, de -0,4%, e anunciou que reiniciará as compras de títulos a um ritmo de 20 bilhões de euros por mês a partir de novembro, entre outras medidas.

As notícias, de acordo com Adriano Cantreva, sócio da Portofino Investimento, trouxeram alívio aos mercados, apoiando a procura por ativos de risco, o que acaba contagiando as ações no Brasil.

Ele destacou que, do lado doméstico, persiste a agenda econômica de reformas e privatizações, embora o mercado brasileiro acabe sentindo o “vaievém” no cenário externo em razão da movimentação dos fluxos de recursos no mundo. “Mas comparativamente a outros emergentes estamos melhor”, afirmou.

Tal percepção é endossada pelo comportamento do índice MSCI de referência para ações de mercados emergentes, que contabiliza uma alta ao redor de 5% no ano, enquanto o índice MSCI para ações do Brasil sobe cerca de 10%.

DESTAQUES

- VALE subia 2,7%, em sessão de alta dos preços do minério de ferro na China. A companhia também anunciou nesta quinta-feira oferta para aquisição de até 1 bilhão de dólares em valor agregado de principal em bonds com vencimento em 2022, 2026, 2032, 2034, 2036 e 2039.

- EMBRAER avançava 4,8%, maior alta do Ibovespa, em sessão marcada por evento de lançamento do novo jato comercial E195-E2. O UBS também elevou a recomendação para os ADRs da companhia para ‘compra’, bem como o preço-alvo de 22 para 23 dólares.

- AZUL PN valorizava-se 3,7%, tendo de pano de fundo o lançamento dos jatos da Embraer, que a companhia afirma que começará a usar em outubro, em voos entre Campinas e Brasília, além da queda do dólar frente ao real. [nE6N25A02B]

- TELEFÔNICA BRASIL PN e TIM subiam 0,5% e 2,7%, respectivamente, após o Senado aprovar na noite de terça-feira o projeto de lei que reforma o marco legal das telecomunicações no país, que era bastante aguardado pelo setor. OI ON, que não está no Ibovespa, abriu em alta, mas passou a ceder 1,65%.

- PETROBRAS PN subia 0,3% e PETROBRAS ON avançava 0,8%, tendo de pano de fundo a queda dos preços do petróleo no mercado externo.

- ITAÚ UNIBANCO PN tinha elevação de 0,4%, enquanto BRADESCO PN cedia 0,5% e BANCO DO BRASIL ON subia 0,4%. SANTANDER BRASIL UNIT mostrava acréscimo de 0,75%.

- MRV caía 0,4%, em sessão de ajuste, após forte elevação na véspera.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below