April 13, 2020 / 5:17 PM / a month ago

Dois funcionários de unidade da JBS em SC testam positivo para Covid-19, diz prefeito

SÃO PAULO (Reuters) - Dois funcionários da unidade Seara da JBS em Ipumirim (SC) testaram positivo para o novo coronavírus, de acordo com o prefeito de Concórdia (SC), Rogério Pacheco, do município onde os pacientes estão internados.

01/06/2017. REUTERS/Paulo Whitaker

Não ficou claro qual o impacto da confirmação dos casos para o funcionamento da planta de aves, uma vez que a JBS não comentou o assunto.

Ainda segundo o prefeito, estão sendo investigados outros dois casos suspeitos de Covid-19, com alguma relação com a fábrica de Ipumirim.

Nesta segunda-feira, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, manifestou preocupação com eventuais ocorrências de Codiv-19 na indústria do Brasil, maior exportador global de carne bovina e de frango.

Ela citou caso de uma unidade de carne nos EUA, que foi fechada temporariamente após funcionários terem contraído a doença. A unidade que suspendeu atividades é da Smithfield.

Os casos positivos para Covid-19 na Seara foram confirmados em uma mulher de 51 anos, moradora de Concórdia, e um homem de 38 anos, residente em Ipumirim, segundo o prefeito.

Pacheco disse que os dois funcionários da companhia tiveram o coronavírus detectado no último fim de semana por meio do teste rápido e a confirmação foi realizada por um laboratório localizado em Curitiba.

Agora, ambos estão no Hospital São Francisco, de Concórdia.

Segundo ele, as outras duas pessoas com suspeita da doença também estão internadas no hospital. Uma delas também é funcionária da Seara de Ipumirim.

“Mais duas pessoas deram entrada no hospital com suspeita de Covid-19. Uma também é empregada do frigorífico e outra tem parentesco com um dos funcionários que foi infectado”, afirmou.

Questionada, a JBS, controladora da Seara, não quis comentar o assunto.

Informou em nota que, “no caso em que um colaborador da JBS teste positivo para Covid-19, a empresa prestará imediato atendimento e total apoio a ele e seus familiares, até seu pronto restabelecimento”.

O prefeito ainda disse que estes teriam sido os primeiros casos de coronavírus na região de Alto Uruguai Catarinense, que compreende os municípios de Ipumirim e Concórdia, no oeste do Estado, importante região produtora de carnes do país.

“Assim que tivemos a informação sobre o contágio, adotamos procedimentos protocolares da área da saúde, nosso secretário municipal da área reportou o caso ao governo e o Estado está monitorando as pessoas que tiveram contato as pessoas que foram infectadas.”

Sobre medidas tomadas pelo frigorífico, Pacheco afirmou que não tinha mais informações.

Instalada em Ipumirim desde 1995, a unidade da Seara opera com abate e corte de aves, além de contar com uma fábrica para produção de ração animal.

Em nota, a JBS informou a Reuters que desde o início do avanço da Covid-19 tem tomado todas as medidas para garantir a máxima segurança e prevenção de seus colaboradores.

“As ações seguem as determinações dos órgãos de saúde como a Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde e contam ainda com a consultoria clínica de médicos especializados contratados pela empresa para a total adoção das melhores práticas.”

Além de prestar apoio ao funcionário e seus familiares, a companhia disse que, em eventual caso de contágio, afastará o colaborador de suas atividades, e adotará um protocolo que prevê total desinfecção e sanitização das áreas comuns e do local em que o profissional trabalha.

Dentre as medidas preventivas que estão sendo adotadas nas unidades, a JBS destacou, em comunicado divulgado nesta segunda-feira, que afastou colaboradores que fazem parte do grupo de risco, como gestantes e pessoas com mais de 60 anos.

As frotas dos ônibus que fazem o transporte dos colaboradores foi ampliada e houve intensificação da higienização e desinfecção dos veículos no intervalo das viagens.

Há controle de temperatura de todos os colaboradores nas entradas dos turnos, além de vacinação gratuita para gripe H1N1 para 100% dos colaboradores.

Entre as medidas de higiene, foram fornecidas máscaras de uso obrigatório, sabonetes, sanitizantes e álcool em gel nas áreas comuns.

“(É realizada a) desinfecção diária de todas as instalações com registros a cada realização e ampla divulgação para consulta dos colaboradores”, disse a companhia.

Também foram impostas regras para coibir a aglomeração e promover o distanciamento seguro entre colaboradores, com demarcação de intervalos, alternância nas refeições e controle de acesso nas portarias e nos vestiários das unidades.

“Com essas medidas, a empresa está confiante em garantir o abastecimento e a oferta de produtos... a seus clientes e consumidores no país e no mundo... já que a produção de alimentos se integra ao rol de atividades essenciais para a população, no contexto de crise da Covid-19.”

Por Nayara Figueiredo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below