April 14, 2020 / 9:00 PM / a month ago

Autoridades do Fed veem riscos em reabrir economia muito cedo, mas reconhecem necessidade de ação

Sede do Federal Reserve, em Washington 19/03/2019 REUTERS/Leah Millis

WASHINGTON (Reuters) - Autoridades do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) têm começado a lidar com as complexidades sobre como reabrir a economia do país e ao mesmo tempo proteger contra o ressurgimento de infecções pelo coronavírus, metas que, para eles, não podem ser separadas com sucesso.

Em ocasiões separadas nesta terça-feira, os presidentes de Feds regionais pediram testes quase universais, apoio fiscal mais completo para empresas, famílias e governos locais e levantaram preocupações de que alguns estados possam estar prontos para reiniciar suas economias antes de outros, tendo em vista o pico do vírus.

Alguns estados costeiros —que têm imposto algumas das regras mais rígidas de distanciamento social para retardar o vírus— criaram grupos de trabalho para planejar uma reabertura, agora que os casos podem estar chegando a um pico. Outros, mais lentos na paralisação de suas economias, podem estar atrasados.

O presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, afirmou em entrevista ao Yahoo Finance que no sul dos EUA, que em seu distrito ao sul dos EUA “há uma grande quantidade de variações em termos de quão rigorosos têm sido os bloqueios”.

“Estou tentando olhar para todos os mercados do meu distrito para entender melhor como será essa trajetória e se os picos virão mais cedo para que possamos chegar ao fim disso mais cedo. Se isso se estender em algumas partes, talvez tenhamos que esperar mais.”

Embora o período entre abril e junho deva mostrar uma forte contração econômica, o presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, afirmou que os EUA não podem pagar indefinidamente 25 bilhões de dólares por dia, custo de perda de produção estimado por ele por causa do atual bloqueio.

Mas qualquer reabertura precisa ser feita com segurança, com um plano nacional de gerenciamento de riscos, disse ele à Câmara de Comércio de St. Louis, em uma Webcast.

O presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, afirmou que qualquer protocolo decidido precisa ter proteção contra o ressurgimento do vírus e a necessidade de recorrer novamente a um amplo distanciamento social.

“Se tentarmos reabrir os negócios cedo demais e depois tivermos outra onda... então será uma queda muito mais prolongada e poderá ser muito, muito cara”, disse ele. Se isso significa manter a economia fechada por mais tempo, Evans disse que então as autoridades norte-americanas precisam preparar uma rede de segurança ainda mais duradoura.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below