for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Empregados da JBS em Passo Fundo (RS) testam positivo para coronavírus

SÃO PAULO (Reuters) - Um surto de Covid-19 atingiu 20 empregados na unidade de aves da JBS em Passo Fundo (RS), segundo o Ministério Público do Trabalho, marcando a primeira disseminação em grande escala do vírus em um frigorífico no Brasil.

01/06/2017. REUTERS/Paulo Whitaker

A fábrica foi fechada nesta sexta-feira à tarde como parte de uma investigação em andamento realizada pelos procuradores.

Uma fonte próxima à empresa disse anteriormente que 12 trabalhadores da fábrica estavam infectados.

Questionada sobre a unidade de Passo Fundo, a JBS informou em nota que está seguindo as diretrizes das autoridades sanitárias locais e mantendo controles rigorosos em suas fábricas de processamento, centros de distribuição e escritórios para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Mas a empresa se recusou a comentar os casos da Covid-19 que afetam seus funcionários na planta, que emprega um total de 2.600 pessoas.

O Ministério Público do Trabalho confirmou que encontrou pelo menos sete casos de coronavírus quando sua investigação começou há alguns dias e disse que a contagem aumentou desde então para 20.

A Reuters não conseguiu contato com o Conselho Municipal de Saúde em Passo Fundo ou com a prefeitura da cidade para comentar o assunto.

Mais cedo, o portal de notícias UOL citou uma declaração do Conselho Municipal de Saúde da cidade, que dizia haver 78 funcionários da JBS afastados do trabalho por apresentar sintomas de gripe.

O Ministério Publico do Trabalho, que no último sábado ajuizou uma ação civil pública contra a JBS, disse que a empresa não seguiu normas de vigilância sanitária para lidar com o novo coronavírus, o que desencadeou a investigação. A JBS, posteriormente, se recusou a assinar um Termo de Ajuste de Conduta, segundo os procuradores.

A empresa, que destacou que a produção de alimentos é considerada atividade essencial em meio ao surto de coronavírus, negou qualquer violação das diretrizes de saúde na fábrica de Passo Fundo e disse que retomaria as operações em breve.

O TAC que a JBS se recusou a assinar teria sido semelhante ao firmado entre a processadora Companhia Minuano de Alimentos, também no Rio Grande do Sul, segundo os procuradores.

A Minuano, que tem sede em Lajeado, comunicou o afastamento de 750 funcionários, de um total de 2.051. A empresa registrou 16 casos confirmados de Covid-19, segundo informaram os procuradores no momento da assinatura do TAC.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up