July 13, 2020 / 4:08 PM / a month ago

Guedes faz apelo por cooperação internacional na área ambiental em cúpula da OCDE

O ministro da Economia, Paulo Guedes, usa máscara protetora durante coletiva de imprensa após reunião com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, em meio ao surto de doença causada pelo coronavírus, a Covid-19, no Supremo Tribunal Federal, Brasília, em 7 de maio de 2020. REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, fez nesta segunda-feira um apelo por cooperação internacional na área ambiental, afirmando que o Brasil precisa de apoio e compreensão no seu esforço de fiscalizar a preservação dos seus recursos naturais.

Em discurso na sessão de abertura de cúpula ministerial da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) com países da América Latina e Caribe, Guedes disse que o Brasil é um dos países que melhor defendem seus recursos naturais e sabe respeitar o meio-ambiente e os povos indígenas, mas argumentou que o território é grande e que o governo precisa de apoio para atuar “da melhor forma possível”.

Ao mesmo tempo em que pediu apoio, o ministro disse que o país não aceitará “falsas narrativas” sobre sua atuação na área ambiental, frisando que há interesses protecionistas por trás de acusações ao Brasil nessa questão. Guedes também afirmou que o país não abrirá mão de sua soberania na região amazônica.

“Queremos ajuda, mas não aceitamos falsas narrativas sobre o que aconteceu no Brasil” nos últimos anos, disse o ministro.

Guedes afirmou ainda que o país quer ampliar sua integração internacional, inclusive no âmbito regional. Depois de fechar um acordo Mercosul-União Europeia, o Brasil está empenhado em ser aceito como membro da OCDE e também negocia acordos com Coreia, Japão e Efta (que reúne Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein), afirmou.

Ao falar sobre a ação do governo em meio à crise da pandemia do Covid-19, Guedes disse que o governo está decidido a ampliar a base dos beneficiados por programas de assistência social, e quer conectar essas políticas com o mercado de trabalho.

Por Isabel Versiani

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below