for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Comercialização de soja 20/21 do Brasil avança para 41,6% do total, diz Datagro

SÃO PAULO (Reuters) - A comercialização da safra nova de soja do Brasil (2020/21), que será plantada a partir de setembro, avançou para 41,6% da produção esperada, “patamar absolutamente recorde para o período”, disse a consultoria Datagro nesta quinta-feira.

Colheita de soja em Porto Nacional (TO) 24/03/2018 REUTERS/Roberto Samora

A Datagro registrou um avanço de mais de cinco pontos percentuais sobre o último mês (36,2%), para um patamar muito acima de igual momento de 2019 (20,1%) e também da média de cinco anos, de 18,6%.

Considerando intenção maior de plantio na safra 2020/21, com produção de 131,69 milhões de toneladas estimada pela Datagro, o comprometimento antecipado atinge cerca de 54,80 milhões de toneladas.

“A alta nos preços ocorrida em boa parte do mês de julho fez com que os produtores optassem por avanço na comercialização da safra 2020/21. O bom avanço foi sendo acumulado durante todo o mês, a cada reação das cotações”, disse o coordenador da Datagro Grãos, Flávio Roberto de França Junior, em nota.

Já o ritmo de comercialização da safra velha (2019/20) de soja diminuiu nas últimas semanas, após a maior parte da safra ter sido vendida.

O comprometimento pelos produtores atingiu 94,3% da produção até 7 de agosto, totalizando 117,37 milhões de toneladas na temporada atual, avanço de pouco mais de três pontos percentuais ante o último mês (91,2%), mas abaixo da variação padrão mensal de mais de cinco pontos.

Ainda assim, as vendas seguem em nível recorde, acima dos 79,6% de 2019 e da média (81,8%), concluiu.

MILHO

A comercialização do milho de verão da safra 2019/20 no centro-sul do Brasil avançou para 88,8% da produção esperada até o dia 7, um salto de quase sete pontos percentuais sobre o último levantamento da Datagro (82%), acima da variação de quatro pontos do igual momento de 2019 (74%), mas bem abaixo do salto de mais de oito pontos da média histórica no período (80%).

“Como no geral os preços subiram em relação ao mês anterior, os negócios se aqueceram no decorrer do mês, de forma regionalizada, nos momentos de elevações locais dos preços”, afirmou França.

O comprometimento da safra de inverno 2020 no centro-sul do país avançou para 69%, sobre 65% no último mês, também em ritmo mais lento, segundo apuração da Datagro.

Ainda assim, a comercialização da safra do cereal que ainda tem colheita em cerca de 74% no centro-sul está acima dos 66% do mesmo período do ano anterior e da média de cinco anos para o período (63%), ainda que levemente atrás do recorde de 70% deste momento em 2016.

Por Roberto Samora

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up