for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Daimler pagará US$1,5 bi em acordo de processos sobre emissões de diesel

REUTERS/Issei Kato

BERLIM (Reuters) - A Daimler DAIGn.DE chegou a um acordo para encerrar processos nos EUA relativos a investigações sobre o uso de um software para fraudar testes de emissões de diesel que resultarão em custos de cerca de 1,5 bilhão de dólares, disse a montadora alemã nesta quinta-feira.

A fabricante dos veículos da marca Mercedes-Benz disse que espera um impacto em seu fluxo de caixa livre nos próximos três anos, com o principal ocorrendo nos próximos 12 meses.

“Com o acordo proposto, a empresa dá um passo importante em direção à segurança jurídica com relação a vários processos de diesel nos Estados Unidos”, disse a montadora em nota.

As montadoras alemãs, entre as líderes globais em tecnologia de diesel, entraram na mira de tribunais e reguladores depois que a Volkswagen VOWG_p.DE em 2015 admitiu usar dispositivos para fraudar os testes de emissão de diesel nos EUA.

O escândalo desencadeou uma reação global contra os veículos a diesel que até agora custaram à VW 30 bilhões de euros em multas, penalidades, custos de recompra de veículos e outros acordos.

Em janeiro, a Daimler alertou que enfrentou novas acusações no valor de até 1,5 bilhão de euros relacionadas às emissões.

Nesta quinta-feira, a empresa disse que fez provisões suficientes para o custo estimado dos acordos.

A Daimler espera pagar cerca de 700 milhões de dólares para encerrar uma ação coletiva, incluindo honorários e custos legais. Também espera pagar algumas centenas de milhões de euros nos acordos.

Por Emma Thomasson

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up