for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

S&P 500 fecha quase estável após de novo falhar em alcançar recorde

(Reuters) - O índice S&P 500 fechou quase estável nesta sexta-feira, apesar de novamente se aproximar de sua máxima recorde de encerramento, com dados sobre a economia dos Estados Unidos aumentando a incerteza sobre a recuperação.

Fachada frontal do prédio da Bolsa de Valores de Nova York (NYSE). 26 de junho de 2020. REUTERS/Brendan McDermid

Agressivas medidas de estímulo ajudaram os três principais índices de ações dos EUA a se recuperar de um crash causado pelo coronavírus em março.

O índice chegou a subir 0,15%, para 3.378,51 pontos, mas recuou para fechar a sessão em ligeira queda.

Na quarta e quinta-feira, o S&P 500 foi brevemente negociado acima de seu fechamento recorde de 19 de fevereiro, de 3.386,15 pontos, mas perdeu impulso nesta sexta-feira.

“As novas máximas de todos os tempos são como portas emperradas e exigem várias tentativas antes de finalmente se abrirem”, disse Sam Stovall, estrategista-chefe de investimentos da CFRA Research em Nova York.

“Portanto, aproximar-se, mas não romper, é na verdade o padrão”, e mais algumas tentativas ainda podem ocorrer antes que o recorde seja quebrado, disse ele.

Dados da sexta-feira mostraram que as vendas no varejo dos EUA aumentaram menos do que o esperado no mês passado e podem desacelerar ainda mais devido à espiral crescente de casos de Covid-19 e a uma redução nos valores pagos pelo seguro-desemprego.

Separadamente, outros números revelaram que a produção das fábricas dos EUA aumentou mais do que o esperado em julho, mas permaneceu abaixo dos níveis pré-pandemia, enquanto o sentimento do consumidor permaneceu em grande parte estável na primeira metade de agosto.

O índice Dow Jones subiu 0,12%, a 27.931 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,017193%, a 3.373 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,21%, a 11.019 pontos.

Na semana, o S&P 500 subiu 0,6%, o Dow ganhou 1,8%, e o Nasdaq ficou praticamente estável.

Somando-se à recente incerteza, as perspectivas de mais ajuda fiscal diminuíram com o Senado e a Câmara dos Representantes em recesso e sem novas negociações programadas.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up