for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Gabinete da China apresenta medidas para impulsionar novas formas de consumo

Chineses caminham pelas ruas de Pequim 21/08/2020 REUTERS/Tingshu Wang

PEQUIM (Reuters) - O gabinete da China divulgou nesta segunda-feira orientações para novos tipos de consumo, incluindo compras e pagamentos online, em tentativa de sustentar a recuperação da economia.

Novas formas de consumo tiveram papel importante na recuperação econômica da China, mas o desenvolvimento é afetado por infraestrutura inadequeda, capacidade de serviços fraca e regulações defasadas, disse o Conselho de Estado.

As vendas no varejo da China subiram 0,5% em agosto na comparação com o mesmo período do ano anterior, interrompendo sete meses de perdas, mas ainda atrás da expansão nas exportações e investimentos.

A China busca promover uma série de cidades modelo e empresas líderes em novos tipos de consumo até 2025, com a fatia de vendas varejistas online no total do varejo mostrando aumento significativo, disse o gabinete.

A China permitirá que empresas qualificadas no novo setor de consumo levantem fundos emitindo ações e bônus, enquanto os bancos vão reduzir as taxas para consumidores e empresas, completou o gabinete.

O governo também irá promover a integração de empresas online e offline, além de melhorar a infraestrutura, incluindo redes 5G e centros de dado, disse.

Reportagem de Lusha Zhang e Kevin Yao

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up