February 9, 2009 / 4:37 PM / 10 years ago

Merkel perde ministro da Economia antes de eleições

O conservador Michael Glos deixou o cargo de ministro da Economia da Alemanha nesta segunda-feira a favor do novato Karl-Theodor zu Guttenberg em um cenário que se torna constrangedor para a chanceler Angela Merkel, que se prepara para eleições federais. REUTERS/Tobias Schwarz/File

Por Dave Graham

BERLIM (Reuters) - O conservador Michael Glos deixou o cargo de ministro da Economia da Alemanha nesta segunda-feira a favor do novato Karl-Theodor zu Guttenberg em um cenário que se torna constrangedor para a chanceler Angela Merkel, que se prepara para eleições federais.

Glos, de 64 anos, membro da ala conservadora de Merkel, chocou o governo no final de semana ao entregar a sua renúncia, forçando a chanceler a preencher um importante cargo do gabinete com um nome não testado, menos de oito meses antes de ela tentar a reeleição.

Comentaristas disseram que a decisão de Glos reflete parcialmente sua falta de influência, e a sua partida não deve promover nenhuma grande mudança da política econômica por parte do governo, que tem sido guiada pelo ministro das Finanças desde o início da crise global.

O sucessor, Guttenberg — que até há pouco tempo era pouco conhecido fora de sua terra natal, a Bavaria — será agora responsável por enfrentar uma economia em declínio que atravessa uma crise que ameaça ser maior que qualquer outra que o país já enfrentou desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Membro do União Social Cristã (CSU), partido irmão do partido de Merkel, o União Democrata Cristã (CDU), Glos teve seu pedido de demissão negado inicialmente pelo líder do CSU, Horst Seehofer. Entretanto, na segunda-feira Seehofer cedeu.

Como substituto, Seehofer propôs Guttemberg, de 37 anos, que atingiu notoriedade nacional ao assumir a secretaria geral do CSU em novembro. O gabinete do presidente disse que Guttemberg assumirá a posição nesta terça-feira.

Guttemberg, aristocrata de uma família franconiana, disse que está preparado para assumir o cargo, para o qual será o mais jovem a assumir tal posto na Alemanha desde a Segunda Guerra.

“Nós estamos vivendo uma das maiores crises dos últimos anos, uma crise global”, disse ele em uma coletiva de imprensa com Seehofer em Munique. Ele disse que pretende trazer nova força para enfrentar a crise.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below