October 14, 2010 / 12:08 PM / 9 years ago

Dólar e mercado de trabalho impulsionam varejo

Vendas no varejo tiveram o melhor resultado para um mês de agosto da série histórica iniciada em 2000 e a melhor taxa mensal desde março, apontou o IBGE. 15/07/2008 REUTERS/Bruno Domingos

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As vendas no varejo brasileiro tiveram o melhor resultado para um mês de agosto da série histórica iniciada em 2000 e a melhor taxa mensal desde março, impulsionadas pela continuidade do crescimento da renda e do emprego no país e também pela queda do dólar, que ajuda a conter os preços no setor.

A alta foi de 2 por cento sobre julho e de 10,4 por cento em relação a agosto do ano passado, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira.

Analistas ouvidos pela Reuters previam alta mês a mês de 1,5 por cento —com previsões entre 1,2 a 1,9 por cento—, e elevação anual de 9,7 por cento —com estimativas de 8,8 a 10,5 por cento.

“A desvalorização do dólar é importante para o comércio, com importados mais baratos, o que ajuda na estabilidade de preços. A estabilidade de preços é uma variável importante para a atividade varejista”, disse Reinaldo Pereira, economista do IBGE.

“As variáveis massa salarial e emprego continuam com papel importante (para a alta das vendas) e agora tem o câmbio.”

O IBGE acrescentou que na comparação mensal, todos os 10 setores do varejo tiveram aumento das vendas, com destaque para Livros, jornais, revistas e papelaria (3,5 por cento); Móveis e eletrodomésticos (2,9 por cento) e Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (2,6 por cento.

Em relação a agosto de 2009, os destaques de crescimento de vendas foram Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (7,2 por cento); Móveis e eletrodomésticos (16,7 por cento) e Outros artigos de uso pessoal e doméstico (11,7 por cento).

“Você vê o efeito do dólar em super e hipermercados, móveis e eletrodomésticos, que têm componentes importados, assim como em bens de informática e celulares, que estão cada vez mais baratos”, acrescentou Pereira.

No ano, as vendas no varejo acumulam até agosto alta de 11,3 por cento e nos últimos 12 meses, de 10,1 por cento.

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below