October 20, 2010 / 12:47 PM / 9 years ago

Carlos Slim diz que China deveria elevar salários

Bilionário mexicano, Carlos Slim, em coletiva de imprensa na Cidade do México em julho. Slim entrou na polêmica entre os EUA e a China sobre o câmbio, dizendo que a disputa poderia ser resolvida se o governo chinês elevasse o salário dos trabalhadores. 15/07/2010 REUTERS/Eliana Aponte/Arquivo

TIJUANA, México (Reuters) - O homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim, entrou na polêmica entre os Estados Unidos e a China sobre o câmbio, dizendo que a disputa poderia ser resolvida se o governo chinês elevasse o salário dos trabalhadores.

Em vez de cada um dos lados procurar deixar sua moeda com cotação mais baixa, a China deveria dar a seu povo mais riqueza para melhorar sua vida, disse o bilionário mexicano na noite de terça-feira.

“Assim, a China teria maior poder de compra. O mercado interno seria maior”, declarou Slim, que a Forbes aponta como o homem mais rico do mundo. O empresário falou a repórteres em um evento de negócios na cidade de Tijuana, perto da fronteira com os EUA.

“Acho que para os países desenvolvidos é um erro muito perigoso entrar nessa competição”, acrescentou, referindo-se à crescente tensão internacional por causa do câmbio.

Reportagem de Lizbeth Díaz

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below