November 16, 2010 / 10:36 AM / 8 years ago

Alimentos seguem em alta e IPC-S é o maior desde maio

SÃO PAULO (Reuters) - Maiores custos de alimentos elevaram a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) ao maior patamar desde o início de maio.

O indicador avançou 0,72 por cento na segunda prévia de novembro, após alta de 0,67 por cento na primeira, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta terça-feira.

“Este foi o maior resultado desde a primeira semana de maio de 2010, quando o índice subiu 0,78 por cento”, disse a FGV em nota.

Os preços do grupo Alimentação aumentaram 1,63 por cento nesta leitura, contra 1,54 por cento na anterior.

Os de Vestuário também subiram mais, em 0,86 por cento agora, comparado a 0,76 por cento antes, assim como os de Transportes, com aumento de 0,77 por cento, acima do 0,66 por cento da semana anterior.

“A principal contribuição para a aceleração do índice partiu do grupo Alimentação... Nesta classe de despesa, vale destacar o comportamento dos itens carnes bovinas (de alta de 4,98 por cento na primeira prévia para 6,97 por cento na segunda) e frutas (de queda de 0,64 para avanço de 0,61 por cento)”, acrescentou a FGV.

As maiores altas individuais de preços na segunda prévia do mês foram de batata-inglesa, gasolina, carne moída, alcatra e álcool combustível.

Por Vanessa Stelzer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below