September 5, 2012 / 8:13 PM / in 6 years

ENTREVISTA-Espanholas CAF e Renfe disputarão trem-bala Campinas-SP-Rio

Por Carolina Marcondes

SÃO PAULO, 5 Set (Reuters) - A Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles (CAF) formará um consórcio com a também espanhola Renfe para disputar a primeira fase do leilão do Trem de Alta Velocidade (TAV) entre Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro, afirmou nesta quarta-feira à Reuters o presidente da CAF Brasil, Paulo Fontenele.

“Nós estamos trabalhando, nossos estudos estão prontos. Estamos montando um consórcio a partir da Espanha”, disse o executivo, por telefone.

De acordo com ele, todo o material rodante a ser utilizado, caso o consórcio seja o vencedor no certame previsto para 29 de maio de 2013, será fornecido pela CAF, que já possui uma fábrica de vagões em Hortolândia, interior de São Paulo.

“Queremos fabricar (os trens) em Hortolândia e já estamos estudando a ampliação da fábrica”, comentou Fontenele.

Segundo o presidente da CAF Brasil, o consórcio deverá ter parceiros brasileiros. “Estamos vendo como podemos trazer empresas brasileiras para trabalhar com a gente.”

Para Fontenele, as novas regras do leilão do trem-bala, divulgadas em agosto, mostraram grande melhora em relação às anteriores.

“O risco da construção civil foi eliminado, porque o governo assumiu o risco... Estamos vendo (o leilão) com muita serenidade.”

A taxa interna de retorno do projeto deve ser de 6,32 por cento ao ano, segundo a minuta do edital divulgada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) em 23 de agosto. O documento foi colocado em audiência pública e ficará disponível até 24 de setembro para receber contribuições.

A minuta do edital estabelece ainda tarifa-teto de 0,49 real por quilômetro percorrido, a ser cobrada na classe econômica no trajeto de 412 quilômetros entre as cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro.

O critério para escolha do vencedor do leilão será o da melhor relação entre o valor de outorga oferecido pelo investidor e o menor custo de investimento que esse operador exigir para a construção da infraestrutura da ferrovia.

A construção dessa infraestrutura mais pesada caberá ao segundo concessionário, que será definido em leilão previsto para o início de 2014.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below