6 de Dezembro de 2012 / às 10:34 / 5 anos atrás

Exportações evitam contração pior na zona do euro no 3o tri

Por Robin Emmott

Carros são carregados em navio em terminal de exportações do porto na cidade alemã de Bremerhaven. As exportações salvaram a zona do euro de uma recessão mais profunda no terceiro trimestre deste ano, enquanto as empresas esvaziaram os depósitos e cortaram investimentos. 8/10/2012 REUTERS/Fabian Bimmer

BRUXELAS, 6 Dez (Reuters) - As exportações de carros e maquinários da Alemanha ajudaram a proteger a zona do euro de uma recessão mais profunda no terceiro trimestre deste ano, enquanto as empresas esvaziaram os estoques e cortaram investimentos, mostrando o papel do comércio na condução de qualquer recuperação.

Confirmando uma contração de 0,1 por cento na produção para o período entre julho e setembro, o escritório de estatísticas da União Europeia (UE), Eurostat, informou nesta quinta-feira que as exportações foram o único setor a dar uma contribuição significativa ao crescimento da economia.

A leitura, que confirma a primeira estimativa de 15 de novembro do Eurostat, mostrou que o bloco de 17 países está em sua segunda recessão desde 2009, resultado dos estagnados gastos do governo e consumo das famílias, e de uma contribuição menor do investimentos e dos estoques no trimestre.

Lutando para sair de sua crise bancária e de dívida pública, a zona do euro contou com as exportações de bens como carros alemães para a China para dar uma contribuição de 0,4 ponto percentual ao Produto Interno Bruto (PIB), e essa tendência deve continuar.

“O comércio e o fim das incertezas em torno do futuro da zona do euro são duas coisas que vão tirar o bloco da recessão”, disse o economista do Commerzbank Christoph Weil.

“Esperamos que a economia global acelere e isso dará mais força às exportações da zona do euro”, disse ele, estimando crescimento de 0,5 por cento para a Alemanha no próximo ano, mas nada para a zona do euro.

Com o desemprego na zona do euro em um nível recorde e a área de moeda única dividida sobre como resolver a crise bancária provocada pela crise financeira global de 2008/09, as empresas e as famílias estão relutantes em gastar enquanto governos estão buscando reduzir seus déficits orçamentários.

Mas uma recuperação lenta da economia dos Estados Unidos e forte demanda chinesa significam que as exportações alemãs --que respondem por 40 por cento das vendas ao exterior da zona do euro-- ainda tem um mercado mesmo que a demanda no endividado sul europeu murche.

As exportações alemãs cresceram 5 por cento entre janeiro e agosto, último período com dados disponíveis, impulsionadas por maquinários e veículos. As vendas de carros de luxo BMW saltaram mais de 14 por cento em setembro graças ao crescimento na Ásia.

A Eurostat mostrou que desaceleração do crescimento na Alemanha e na França, contração na Itália e estagnação na Bélgica.

A Holanda registrou a maior queda no trimestre, recuando 1,1 por cento na comparação com o trimestre anterior.

Embora os números mostrem recessão, economistas e autoridades estão divididos sobre se o pior ainda está por vir para o bloco, que gera um quinto da produção global e tem sido enfraquecido --primeiramente pela crise financeira entre 2007 e 2009 e depois pela crise da dívida da zona do euro.

A Comissão Europeia vê modesto crescimento de 0,1 por cento no ano que vem, enquanto a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e muitos bancos de investimento veem uma continuidade da recessão em 2013, o que elevaria níveis recordes de desemprego e prejudicaria o resto da atividade no mundo.

O Banco Central Europeu (BCE) pode diminuir suas projeções para o crescimento em sua reunião nesta quinta-feira, afirmam economistas.

Reportagem de Robin Emmott

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below