9 de Agosto de 2013 / às 15:24 / em 4 anos

Arteris avalia participar em leilão de BR-262 e BR-050

SÃO PAULO, 9 Ago (Reuters) - A empresa de concessões de logística Arteris avalia participação nos leilões dos trechos das rodovias BR-262 e BR-050, previstos para setembro, mas ainda não tomou nenhuma decisão, segundo o diretor de relações com investidores da empresa.

“Nós temos total interesse em participar do projeto e estamos estudando não só esses, mas todos os projetos de rodovias no país. Mas a decisão de participação no leilão ainda não temos”, afirmou Alessandro Levy, em teleconferência com analistas nesta sexta-feira sobre os resultados da companhia.

Em 18 de setembro, o governo realiza o leilão dos trechos das BR-262 (ES/MG) e BR-050 (GO/MG) na Bovespa. A taxa de retorno prevista pelo governo é de 7,2 por cento.

Os dois trechos fazem parte do pacote de nove segmentos de rodovias que o governo espera conceder para a iniciativa privada neste ano.

“Se acreditarmos que faz sentido para Arteris, nós vamos apresentar propostas”, ressaltou Levy.

Na véspera, a Ecorodovias também afirmou que estuda sua participação na licitação dos dois trechos.

A Arteris informou na noite da véspera um avanço de quase 20 por cento no lucro líquido do segundo trimestre, na comparação anual, para 106,9 milhões de reais, apoiada pelo aumento do tráfego de veículos e reajustes tarifários.

Nos seis primeiros meses do ano, a empresa registrou um aumento de 3,7 por cento no tráfego pedagiado, e para Levy o crescimento deve se manter em ritmo em torno de 4 por cento, dependendo “de como vai ser a economia e como se dará a (o comportamento da) inflação”.

INVESTIMENTOS E ANTT

Questionado sobre os problemas da empresa com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que em junho suspendeu a cobrança de uma praça de pedágio em uma rodovia no Sul, o executivo ressaltou que os investimentos estão sendo feitos.

“A companhia hoje vem realizando investimentos, que esse ano será em torno de 1,3 bilhão de reais, e vai cumprir todos os compromissos que estão sendo alterados”, disse.

Segundo a Arteris, a decisão da ANTT foi feita pelo atraso na transferência da praça de pedágio da Autopista Litoral Sul, localizada no quilômetro 220 da BR-101/SC, e sua realocação para o quilômetro 243 da mesma rodovia, em Paulo Lopes, no mesmo Estado.

OFERTA

A Arteris está em meio a um processo de oferta pública obrigatória para aquisições, que está sendo feita pelos acionistas Abertis e pelo fundo canadense Brookfield, que no ano passado adquiriram 206 milhões de ações, ou 60 por cento do capital da concessionária brasileira da espanhola OHL.

Embora tenha afirmado que não tem uma indicação sobre a adesão dos acionistas minoritários a oferta, Levy ressaltou que o interesse é manter a empresa com capital aberto.

“Existe compromisso e interesse dos principais acionistas de manterem a companhia listada. A gente aguarda que no dia 5 de setembro (data do leilão na Bovespa) tenhamos uma parte de adesão”, disse.

Por Roberta Vilas Boas

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below