12 de Agosto de 2013 / às 22:39 / em 4 anos

Lucro da Qualicorp cai 88,6% no 2o tri, para R$1,6 mi

RIO DE JANEIRO, 12 Ago (Reuters) - O lucro líquido da administradora de planos de saúde Qualicorp despencou na comparação com o mesmo período do ano anterior, afetado pela aquisição da empresa de planos de saúde coletivos Aliança e pelo aumento das perdas com inadimplência.

De abril a junho, a Qualicorp teve lucro líquido de 1,6 milhão de reais, queda de 88,6 por cento ante os 13,7 milhões de reais registrados no mesmo período do ano passado.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de 91,2 milhões de reais, 40,6 por cento acima dos 64,8 milhões de reais registrados de abril a junho de 2012.

Excluindo-se os efeitos da compra da Aliança, o lucro líquido da companhia atingiu 36,6 milhões de reais, aumento de 108,6 por cento na comparação anual.

No segundo trimestre, a empresa reconheceu 34,8 milhões de reais em despesas financeiras relacionadas à atualização monetária sobre opção de compra da Aliança.

A carteira de beneficiários da empresa atingiu 4,5 milhões de pessoas, aumento de 12,6 por cento em relação ao mesmo período do ano anterior.

“O forte crescimento se deu em função da contínua expansão geográfica, novas parcerias e aumento de eficiência na força de vendas”, disse a empresa em relatório.

A receita operacional líquida atingiu 279,7 milhões de reais, alta de 32,3 por cento na comparação anual.

Por outro lado, as despesas operacionais recorrentes somaram 230,5 milhões de reais, alta de 25,9 por cento na comparação com o segundo trimestre de 2012.

“O elevado nível de perdas com créditos incobráveis ainda perdura durante o segundo trimestre, porém, nossas iniciativas de cobrança, que começam a dar resultados preliminares, nos ajudaram a mitigar os efeitos de uma economia mais fraca”, disse a Qualicorp.

As perdas com créditos incobráveis subiram 106,7 por cento no trimestre, para 21,4 milhões de reais.

Os investimentos somaram 9,5 milhões de reais, alta de 128,4 por cento na comparação anual, com foco em tecnologia. “Esse nível de investimentos em TI deve se intensificar no segundo semestre”, disse a empresa. (Redação Rio de Janeiro; LB AAP)

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below