12 de Setembro de 2013 / às 22:29 / em 4 anos

Estácio compra Uniseb por R$615,3 mi e eleva aposta em SP

RIO DE JANEIRO, 12 Set (Reuters) - A rede de ensino privado Estácio Participações selou a compra da Uniseb por 615,3 milhões de reais em dinheiro e ações, marcando assim sua entrada definitiva no mercado paulista.

O negócio prevê o pagamento em dinheiro para o equivalente a 50 por cento do capital social da TCA Investimentos e Participações, controladora da Uniseb, informou a Estácio em fato relevante nesta quinta-feira.

O valor restante será pago por meio da incorporação da TCA, com a emissão de 17.853.127 papéis da Estácio, que serão subscritos pelos donos da TCA.

A Uniseb faz parte do Sistema Educacional Brasileiro (SEB), da família Zaher, que em 2010 vendeu para a britânica Pearson os sistemas de ensino COC, Pueri Domus, Dom Bosco e NAME por 613,3 milhões de reais.

Fundada em 1999, a Uniseb tem 37,8 mil alunos e três campi - em Ribeirão Preto, Araçatuba e São José do Rio Preto.

O fundador e controlador da Uniseb, Chaim Zaher, será indicado para integrar o Conselho de Administração da Estácio após a conclusão da operação, segundo o fato relevante.

A operação não inclui as sociedades Empresa Brasileira de Comunicação Multimídia, Instituição Escola Paulista de Ensino Superior (Iepes) e Dom Bosco Ensino Superior, da Uniseb, assim como as filiais da companhia em Maceió, São Paulo e Brasília.

A Estácio poderá, conforme os termos do acordo, optar pela compra destas unidades no futuro.

O negócio ainda precisa ser aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

“A operação, quando concluída, ampliará a capilaridade da Estácio no ensino superior à distância, agregando 164 novos polos autorizados e marcando a entrada definitiva da Estácio no Estado de São Paulo”, afirmou a empresa no fato relevante.

A Estácio afirmou ainda que reforçará sua presença no mercado de ensino presencial, ao agregar um centro universitário com sede em Ribeirão Preto.

A iniciativa da Estácio é mais uma na onda de fusões e aquisições que atinge o setor de ensino privado no Brasil que ainda assim continua bastante fragmentado, com mais de 2 mil instituições.

“A participação das cinco maiores empresas é menor do que 30 por cento”, disse recentemente à Reuters o diretor financeiro da Estácio, Virgilio Gibbon.

No começo do ano, a empresa realizou uma oferta de ações subsequente primária e secundária, na qual levantou 768,8 milhões de reais.

Por Luciana Bruno

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below