1 de Dezembro de 2013 / às 13:37 / em 4 anos

Expansão da indústria da China mantém máxima de 18 meses em novembro

PEQUIM, 1 Dez (Reuters) - O crescimento do setor industrial da China manteve-se na máxima de 18 meses em novembro devido à firmeza da demanda doméstica e externa, desafiando as expectativas de que a economia enfrenta uma modesta desaceleração no final de 2013.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial permaneceu em 51,4 em novembro, informou a Agência Nacional de Estatísticas, inalterado em relação a outubro e acima das expectativas do mercado de leitura de 51,5.

Investidores esperavam que o PMI, um dos primeiros dados sobre a China divulgados a cada mês, mostrasse que a economia do país desacelerou no quarto trimestre devido ao crescimento mais lento do crédito, frágil demanda global e menor reabastecimento dos estoques pelas empresas.

“O ímpeto de crescimento se sustentou em novembro”, disse Louis Kuijs, economista do RBS. “Os dados de encomendas de exportação sugerem que a demanda global --importante para o cenário da indústria da China --melhorou um pouco.”

O subíndice para encomendas de exportações subiu a 50,6 em novembro ante 50,4 em outubro, permanecendo acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

Para mais informações, veja a matéria em inglês:

Reportagem de Koh Gui Qing

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below