19 de Março de 2014 / às 19:24 / em 4 anos

CPFL vê risco muito baixo de racionamento de energia neste ano

SÃO PAULO (Reuters) - O risco de racionamento de energia elétrica no Brasil deve ficar bem próximo de zero se for mantida a média de chuvas do período seco vista nos últimos dez anos, afirmou nesta quarta-feira o presidente do Grupo CPFL de Energia, Wilson Ferreira Junior.

Porém, ele afirmou durante palestra em evento em São Paulo que o país precisará elevar gastos com usinas termelétricas para cobrir o consumo de energia, disse Ferreira Junior

“Acho precipitado avaliar o risco de racionamento antes terminar o período úmido. Mas pelos últimos dez anos, e pela a média do ano passado, o risco é quase zero. O risco é baixo como o governo vem dizendo”, disse ele.

Também nesta quarta-feira, o secretário-executivo de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, afirmou que a situação do abastecimento no setor elétrico está com “sinal amarelo” o que demandaria atenção ao andamento das chuvas e à recomposição dos reservatórios das hidrelétricas. Porém, ele voltou a dizer que o Brasil vive uma situação de “equilíbrio estrutural” entre a oferta e a demanda de energia elétrica.

Por Fabíola Gomes

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below