2 de Abril de 2014 / às 15:24 / em 3 anos

Crescimento do emprego privado e encomendas à indústria acelera nos EUA

WASHINGTON, 2 Abr (Reuters) - As empresas dos Estados Unidos aceleraram as contratações em março, enquanto as encomendas à indústria tiveram forte alta em fevereiro, reforçando sinais de que a economia está retomando o fôlego após a desaceleração ligada a fatores climáticos.

O setor privado criou 191 mil vagas no mês passado, mostrou o relatório de emprego da ADP nesta quarta-feira, frente a 178 mil postos de trabalho em fevereiro.

"A economia está continuando a sair das baixas induzidas por faotres climáticos", disse o vice-economista-chefe do TD Securities, Millan Mulraine.

O relatório da ADP, que é elaborado junto com a Moody's Analytics, foi divulgado antes do mais amplo relatório de emprego do governo do EUA, que sai na sexta-feira.

Os rendimentos da dívida pública norte-americana subiram após a publicação do dado.

Espera-se que a criação de emprego fora do setor agrícola tenha sido de 200 mil em março, maior ganho em quatro meses, de acordo com pesquisa da Reuters com economistas. As contratações avançaram 175 mil em fevereiro. A expectativa para a taxa de desemprego é de queda de 0,1 ponto percentual, a 6,6 por cento.

O inverno mais rigoroso começou a pressionar a economia em dezembro e pesou fortemente no crescimento no primeiro trimestre.

Sinais de que o impacto climático na economia está diminuindo devem alimentar expectativas de aceleração do crescimento no segundo trimestre.

Em relatório separado, o Departamento de Comércio informou que as novas encomendas de bens manufaturados saltaram 1,6 por cento em fevererio, maior alta desde setembro.

O dado de janeiro foi revisado para mostrar queda de 1,0 por cento, ante baixa de 0,7 por cento anteriormente informada. Economistas consultados pela Reuters esperavam alta de 1,2 por cento em fevereiro.

As entregas de novos pedidos avançaram 0,9 por cento em fevereiro, maior alta desde julho passado. As encomendas excluindo transportes cresceram 0,7 por cento em fevereiro, também o maior ganho desde julho do ano passado.

Reportagem de Lucia Mutikani

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below