4 de Abril de 2014 / às 13:07 / 4 anos atrás

EUA mantêm ritmo sólido de crescimento no emprego em março após inverno forte

Por Lucia Mutikani

Um carpinteiro trabalha em uma nova moradia em Las Vegas. Os empregadores nos Estados Unidos mantiveram o ritmo sólido de contratações pelo segundo mês consecutivo em março, outra evidência de que a economia está acelerando o passo após ser contida por um inverno brutalmente frio. 05/04/2013 REUTER/Steve Marcus

WASHINGTON, 4 Abr (Reuters) - Os empregadores nos Estados Unidos mantiveram o ritmo sólido de contratações pelo segundo mês consecutivo em março, outra evidência de que a economia está acelerando o passo após ser contida por um inverno brutalmente frio.

Foram criados 192 mil empregos fora do setor agrícola no mês passado, após subirem em 197 mil em fevereiro, informou o Departamento do Trabalho nesta sexta-feira. A taxa de desemprego ficou inalterada em 6,7 por cento, um pouco acima da mínima de cinco anos de janeiro, uma vez que norte-americanos inundaram o mercado de trabalho.

“Esse é um bom número, um daqueles números dourados que são decentes mas não tão bons que provoque temores sobre taxas de juros ou a economia crescer rápido demais”, disse o presidente da Chase Investiment Counsel, Peter Tuz.

A taxa de participação da força de trabalho, ou a proporção de norte-americanos em idade para trabalhar que têm ou buscam um emprego, subiu para máxima de seis meses de 63,2 por cento, ante 63 por cento em fevereiro.

A fatia de norte-americanos em idade de trabalho com emprego, medida ampla da saúde do mercado, aumentou para 58,9 por cento no mês passado, nível mais alto desde o verão de 2009.

Em mais um sinal favorável para a economia, a semana média de trabalho subiu para 34,5 horas, ante 34,2 horas em fevereiro, outro sinal positivo. A contagem de folha de pagamentos para janeiro e fevereiro foi revisada para mostrar que 37 mil empregos a mais foram criados nestes meses do que relatado anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que 200 mil novas vagas fossem criadas em março e que a taxa de desemprego recuasse 0,1 ponto percentual.

“São bons. Estão se preocupando com uma diferença muito pequena. Parece que a festa continua”, disse o presidente da View Capital Management, Rick Meckler.

Um inverno muito frio e com muita neve afetou a economia no final de 2013 e início deste ano. O crescimento foi ainda mais prejudicado por esforços de empresas para reduzir estoques, o vencimento de benefícios para desempregados de longo prazo e cortes nos auxílios-alimentação.

Mas dados que vão dos setores de indústria e serviços a vendas de automóveis vinham sinalizando o fortalecimento da economia perto do fim do primeiro trimestre.

POLÍTICA ALTAMENTE EXPANSIONISTA

O ritmo estável de ganhos de emprego deve permitir que o Federal Reserve, o banco central dos EUA, continue reduzindo seu estímulo monetário e mantendo as taxas de juros perto de zero por um tempo.

A chair do Fed, Janet Yellen, tem argumentando que o banco central precisa manter uma política monetária altamente expansionista por algum tempo para eliminar a capacidade ociosa no mercado de trabalho.

O setor privado respondeu por todos os ganhos no emprego em março, sendo que o setor público não acrescentou nenhuma vaga. O setor privado agora recuperou todos os empregos perdidos durante a recente recessão.

Os empregos na indústria caíram em 1 mil, interrompendo sete meses de ganhos. O crescimento do emprego em fábricas tem se desacelerado desde um salto em novembro. Mas com as vendas de automóveis acelerando fortemente em março, as contratações podem se recuperar nos próximos meses.

Os empregos no setor de construção civil cresceram em 19 mil, o terceiro mês consecutivo de ganhos para o setor e que ocorreu apesar de o mercado de moradias estar em dificuldades para sair de um período fraco.

A renda média por hora trabalhada caiu 1 centavo de dólar em março.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below