15 de Setembro de 2008 / às 21:54 / 9 anos atrás

PETROBRAS planeja 4a usina de biodiesel e prevê 20 de etanol

Por Roberto Samora

RIO DE JANEIRO, 15 de setembro (Reuters) - A Petrobras Biocombustíveis, o braço de renováveis da estatal, iniciou estudos para ter a sua quarta unidade de biodiesel e pretende firmar parcerias com 20 empresas do setor sucroalcooleiro no Brasil nos próximos quatro anos, disse um diretor da companhia.

“Até o final do ano, as três (usinas de biodiesel, de Candeias, na Bahia, de Quixadá, no Ceará, e de Montes Claros, em Minas Gerais) estarão produzindo. E estamos fazendo o projeto de uma nova unidade, uma usina de grande porte, de 300 mil toneladas por ano. Essa seria a quarta unidade”, disse o diretor industrial da Petrobras Biocombustíveis, Ricardo Castelo Branco.

A terceira usina deverá ser inaugurada em outubro.

A empresa, que inaugurou plantas em Candeias e Quixadá nos últimos meses, ainda não definiu a localização da quarta unidade nem o investimento previsto, mas já sabe que a nova usina processará até 30 por cento de mamona, com o objetivo de gerar a oferta de um produto para ser misturado a outros óleos, como a soja e o girassol, obtendo assim um biocombustível com especificações semelhantes ao utilizado na União Européia.

Embora ainda não tenha negociações em vista para exportar biodiesel à UE, ele observou que o biodiesel de soja não consegue atender algumas exigêncies européias, diferentemente daquele misturado com o de mamona.

“Toda vez que discutimos exportação para a Europa isso aparece como uma das dificuldades. A mamoma é uma solução que misturada ao biodiesel de soja melhora as propriedades a frio (no inverno rigoroso)”, destacou ele em entrevista a jornalistas, após sua palestra na Rio Oil & Gas.

O diretor lembrou que a produção do biodiesel de mamona é um pouco mais complexa, mas a empresa já conseguiu equacionar as dificuldades técnicas.

A maior parte da produção da estatal deverá ter como destino o mercado interno, e a empresa planeja ter a mesma participação no setor que tem a BR Distribuidora, o braço de distribuição da estatal, algo em torno de 40 por cento do mercado.

ETANOL

A Petrobras, que já falou em realizar 40 parcerias com usinas de etanol quando anunciou planos de ingressar nesse setor, agora prevê ser sócia de cerca de 20 empreendimentos, à medida que o seu plano estratégico 2008/2012 está sendo revisado.

A estatal, que até o momento firmou parceria com apenas uma empresa brasileira de Goiás, numa joint-venture que também conta com a participação da japonesa Mitsui, também está revisando a meta de exportação de etanol, que era de 4,75 bilhões de litros por ano em 2012.

“Posso adiantar que a Petrobras Biocombustível vai ser uma empresa grande. Em 2012, vamos participar de muitas usinas de etanol, vamos estar operando muitas usinas de biodiesel. Vemos a possibilidade de 20 parcerias em usinas de etanol, o nosso alvo é esse. Agora, a meta numérica vai depender, mas vai ser um número próximo desse (de 4 bilhões de litros)”, destacou.

Segundo o diretor, um indicativo de quanto a Petrobras poderá exportar nos próximos anos está baseado no volume de litros produzidos em uma unidade, em média. “Uma usina dá 200 milhões de litros, então 20 dá 4 bilhões”, disse.

No futuro, a empresa planeja escoar a produção por meio de um alcoolduto.

“O alcoolduto não estará pronto em 2009 (data do início das operações do primeiro projeto da Petrobras e seus parceiros). Mas temos outros modais para trazer até Paulínia”, destacou.

Em palestra paralela no evento, o diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, acrescentou que um alcoolduto entre Ribeirão Preto e Paulínia deverá ficar pronto em 2010. E, segundo ele, talvez seja possível construir até aquela data o trecho Paulínia-São Sebastião. A empresa também está finalizando estudos do alcoolduto Campo Grande (MS) - Paranaguá (PR).

Por Roberto Samora e Denise Luna

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below