November 13, 2007 / 5:07 PM / 10 years ago

Venezuelanos se divertem com bronca do rei da Espanha em Chávez

Por Patricia Rondón Espín

CARACAS (Reuters) - “Os espanhóis deram dois gritos importantes em sua história: um foi ‘Terra à vista!’ e o outro foi ‘Por que você não se cala?”'. Essa é uma das muitas piadas que circulam entre os venezuelanos, sobre a bronca que o presidente Hugo Chávez levou do rei da Espanha.

Outros levaram o bate-boca mais a sério, como o Tribunal Supremo de Justiça, que afirmou que é inaceitável censurar o mandatário, “por mais rei que se seja”. A discussão aconteceu durante a 17a Cúpula Ibero-Americana, no Chile.

Mas o episódio alegrou a atribulada oposição venezuelana, que protesta nas ruas contra o projeto de reforma constitucional promovido por Chávez, que elimina os limites à reeleição presidencial e aumenta a centralização do poder.

O mote também virou motivo de piada entre os jovens, que repetem o cala-boca uns para os outros. E, na Internet, circula um toque de celular com uma versão mixada das palavras irritadas do rei Juan Carlos.

'Os espanhóis deram dois gritos importantes em sua história: um foi 'Terra à vista!' e o outro foi 'Por que você não se cala?". Essa é uma das muitas piadas que circulam sobre a bronca que o presidente Hugo Chávez levou do rei da Espanha. Foto em Caracas, 13 de nomvebro. Photo by Jorge Silva

Um blog propôs que a oposição use a frase como lema de campanha no referendo constitucional de 2 de dezembro. Também circulava uma foto de uma enorme faixa improvisada numa rua congestionada de Caracas com as palavras do rei da Espanha.

O YouTube já coleciona várias paródias do incidente e até uma música inventada sobre o caso. O blog Cogiendocaracoles.com está promovendo um concurso de piadas sobre o assunto.

As redes de TV, entre elas a CNN, repetiram várias vezes algumas das paródias, uma delas em versão de rap.

Nos jornais nacionais, o bate-boca ocupa as manchetes desde o fim de semana, subtituindo a questão da reforma constitucional nas seções opinativas.

Em 2006, Chávez também fez manchetes quando comparou o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, ao diabo em plena Assembléia Geral da ONU.

O rei da Espanha mandou Chávez calar a boca em Santiago porque ele estava interrompendo constantemente o premiê espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, que pedia “respeito” para com o ex-premiê José María Aznar, acusado de fascista pelo venezuelano.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below