12 de Novembro de 2007 / às 22:46 / em 10 anos

Ex-pilotos dos EUA pedem nova investigação sobre óvnis

WASHINGTON, 12 de novembro (Reuters) - O pré-candidato democrata a presidente Dennis Kucinich foi ridicularizado recentemente por dizer que viu um objeto voador não-identificado, mas para alguns ex-pilotos militares e outros observadores não há nada de engraçado nisso.

Uma comissão internacional com mais de 20 ex-pilotos e funcionários públicos pediu na segunda-feira ao governo dos EUA que reabra uma investigação de décadas, o que seria uma questão de segurança diante dos contínuos relatos sobre discos voadores, esferas brilhantes e outras aparições estranhas.

“Especialmente após os atentados de 11 de setembro, não é mais aceitável ignorar respostas do radar que não podem ser associadas com o desempenho de aeronaves e helicópteros existentes”, disse a comissão, com membros de sete países, em nota divulgada numa entrevista coletiva.

Todos os integrantes, entre os quais ex-oficiais militares dos EUA, dizem ter visto um óvni ou realizado investigações oficiais sobre o fenômeno.

O tema entrou na campanha presidencial dos EUA no mês passado, quando o deputado Kucinich disse num debate pela TV entre os pré-candidatos democratas que já havia visto um objeto voador não-identificado.

Os ex-presidentes Ronald Reagan e Jimmy Carter também relataram ter visto óvnis.

Na maioria dos casos, trata-se de aviões, satélites ou meteoros. Mas um membro da comissão, ex-funcionário do ministério britânico da Defesa, disse que 5 por cento dos incidentes não são explicáveis.

Ativistas dizem que muitas vezes os governos preferem fazer vista grossa. “É uma questão de em quem acreditar: nos seus olhos mentirosos ou no governo?”, comentou John Callahan, ex-investigador da Administração Federal de Aviação dos EUA.

Segundo ele, em 1987, a CIA tentou acobertar a aparição de uma enorme bola iluminada, com quatro vezes o tamanho de um avião jumbo, no Alasca.

A comissão, organizada por um grupo que se dedica a promover o estudo dos óvnis, pediu que Washington retome as investigações do tema por meio da Força Aérea ou da Nasa.

“Acho que certamente isso retiraria muita preocupação em torno da questão”, afirmou o ex-governador do Arizona Fife Symington, que disse ter visto -- junto com centenas de outras pessoas -- um triângulo iluminado cruzar em silêncio o céu perto de Phoenix em 1997.

A Força Aérea investigou 12.618 relatos de óvnis entre 1947 e 1969, o que então era conhecido como “Projeto Livro Azul”. Os investigadores concluíram que não havia ameaça nem mesmo prova da existência de alienígenas ou de uma tecnologia superior.

“Desde o encerramento do Projeto Livro Azul, nada ocorreu que apoiasse a retomada das investigações sobre óvnis”, disse a Força Aérea, em seu site.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below